Cidades do Alto Tietê vacinam animais contra a raiva

Cidades do Alto Tietê vacinam animais contra a raiva

Arujá, Biritiba Mirim e Guararema deram início a campanha. Podem ser vacinais animais a partir de quatro meses de vida.

No Alto Tietê, a vacinação antirrábica já começou em algumas cidades. Podem ser vacinados animais a partir de quatro meses de idade. Em Guararema, avisos foram espalhados. Este ano a cidade espera vacinar contra a raiva cerca de 7 mil animais. A campanha começou em junho.

Arujá também antecipou a vacinação. A campanha começou pelas áreas mais distantes. Aproximadamente 30 bairros vão receber a visita dos agentes da zoonoses. Na primeira fase serão vacinados cerca de 3 mil animais. O agente de zoonoses Armando Mendes de Albuquerque explica como a campanha é feita na cidade. “Nós começamos antes para acabar antes. A zona rural é muito extensa. Vamos chamando as pessoas com o carro de som, que nos levam aos animais”.

Os moradores recebem ainda carteirinhas de vacinação. O eletrotécnico Adilson Souza destaca a importância de vacinar os animais. “Onde tem muita criança, os animais tem que estar bem cuidados para evitarmos problemas futuros”.

Em Biritiba Mirim, os donos também podem levar os animais para vacinar. A campanha começou em 11 de julho e mais de 750 animais, entre cães e gatos, já foram vacinados. Na cidade tem postos volantes que circulam pelos bairros, das 9h às 12 e das 13h às 15h30.

Nesta quarta-feira (21), em Biritiba Mirim, os agentes estão na Igreja Santa Luzia, na Avenida Jair Leme, 414, Jardim Yoneda. Nesta quinta-feira (21), os agentes estarão no Ginásio de Esportes, na Rua Antônio Etelvino Andrade, s/n°, bairro Vertentes. Na sexta-feira (22) a Vila Operária recebe os agentes. Informações pelo telefone 4692-1294.

Em Arujá, a campanha vai até 30 de setembro. O ponto fixo de vacinação fica no Canil Municipal, que fica na Avenida Londres, 450, bairro Portão. O atendimento é das 8h às 16h. Informações pelo telefone 4651-3473.

Em Guararema, a campanha também vai até 30 de setembro. Informações pelos telefones 4693-8045 e 4693-3966.

Assita ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.