Cientistas descobrem dieta vegana (sic) ‘adequadamente nutritiva’ para cães

Cientistas descobrem dieta vegana (sic) ‘adequadamente nutritiva’ para cães

Duas dietas veganas (sic) levemente cozidas para cães podem fornecer nutrição adequada para os animais de estimação, de acordo com um novo estudo.

Os alimentos para animais de estimação atualmente vendidos em todo o mundo correspondem aos vários estilos de vida, sistemas de valores e preços que os donos de animais exigem, incluindo formulações veganas, dizem cientistas, incluindo os da Faculdade de Ciências Agrícolas, do Consumidor e Ambientais da Universidade de Illinois.

Embora qualquer dono de animal de estimação possa preparar uma refeição vegana para seu cão, a dieta pode ser desequilibrada sem uma formulação cuidadosa, dizem eles.

“Como as pessoas estão alimentando seus animais de estimação com essas dietas, é importante que sejam testadas como todos os outros alimentos para garantir que sejam seguras, completas e balanceadas”, disse Kelly Swanson, coautora do estudo.

“Uma coisa a lembrar é que os animais não precisam de ingredientes, eles precisam de nutrientes. Contanto que estejam consumindo os nutrientes essenciais nas quantidades e proporções corretas, os cães podem ser veganos, vegetarianos ou carnívoros”, explicou o Dr. Swanson.

No novo estudo, publicado recentemente no Jornal de Ciência Animal, os cientistas testaram duas fórmulas veganas de grau humano da Bramble contra uma dieta de ração à base de frango de marca líder.

Eles alimentaram os beagles com as dietas por três semanas e coletaram amostras da química do sangue, qualidade fecal e microbioma dos cães, a coleção de micróbios presentes no cocô.

As dietas veganas eram misturas de alimentos integrais como lentilhas, grão-de-bico, batata-doce, abóbora, maçãs, mirtilos, ervilhas e cenouras, disseram os cientistas.

Os pesquisadores descobriram que as dietas veganas não geraram mais ou menos fezes do que a dieta de frango nos beagles.

“Com esses ingredientes, há mais fibras e oligossacarídeos, o que pode ser bom para cães que precisam se manter regulares”, disse o Dr. Swanson.

Eles também descobriram que alguns produtos químicos no sangue que podem indicar o estado de saúde diferiam entre as dietas veganas e a dieta à base de frango.

Alguns triglicerídeos e colesterol no sangue, que são medidas de gorduras circulantes, foram significativamente mais baixos em cães alimentados com dietas veganas, disseram cientistas, acrescentando que isso pode beneficiar animais obesos e ajudá-los a manter um peso saudável.

Os pesquisadores também observaram “mudanças benéficas” na comunidade microbiana na matéria fecal de cães que foram alimentados com dietas veganas.

“Os metabólitos fecais fenol e indol, que contribuem para o odor fecal, também diminuíram drasticamente nessas dietas. Ainda vai cheirar, mas provavelmente menos”, disse o Dr. Swanson.

“No geral, parece que houve algumas mudanças benéficas do ponto de vista da saúde intestinal em cães alimentados com dietas veganas”, acrescentou.

Em estudos futuros, os cientistas esperam realizar comparações diretas entre dietas de qualidade humana com e sem carne e laticínios.

“Ninguém havia testado a digestibilidade dessas dietas em cães antes disso. Mostramos que essas dietas veganas resultaram em características fecais desejáveis, alta digestibilidade de nutrientes e mudanças positivas em certos metabólitos sanguíneos e fecais”, disse o Dr. Swanson.

“Para pessoas interessadas em alimentar seus animais de estimação com uma dieta vegana alinhada com seus valores pessoais, as dietas que testamos são uma boa escolha”, acrescentou.

No entanto, os pesquisadores também alertaram que os alimentos veganos caseiros para cães podem não fornecer nutrição completa e balanceada para cães.

Fonte: G7


Nota do Olhar Animal: O senso comum é de que cães são carnívoros. Não, não são. Tão pouco são vegetarianos (herbívoros). Cães, assim como nós humanos, são ONÍVOROS! E, diferente do que muitos pensam, onívoro é o animal que pode viver se alimentando de ambas as fontes (animal e vegetal), mas também APENAS DE UMA ou APENAS DE OUTRA. Um exemplo disso entre os humanos são os esquimós, que consomem/consumiam exclusivamente alimentos de origem animal, já que é impossível cultivar vegetais no Ártico. O impacto para eles não é/era bom, pois vivem/viviam em média 35 anos. Não sabemos se isso mudou nos tempos atuais, com a introdução de vegetais trazidos de outros locais. 

Não estamos falando de preferência e sim de possibilidades nutricionais, até porque oferecer um pedaço de carne a um animal que já está acostumado à carne, e ao mesmo tempo oferecer qualquer vegetal, claro que o animal preferirá a carne. É curiosa a alegação de que veganos querem impor seu modo de vida aos animais, como se lhes oferecer uma dieta centrada na carne não fosse uma imposição. Pior, afirmam que a carne é o alimento “natural” de uma espécie que é onívora.

Por fim, a grande “descoberta” desses cientistas é sobre algo conhecido há muito tempo. Na matéria, referem-se à dieta herbívora como “vegana”. Veganismo não é dieta, é uma postura ética que demanda uma reflexão impossível de ser feita pelos animais não humanos. Portanto, a dieta a que se referem é herbívora (ou vegetariana).

Cães são animais carnívoros ou onívoros?

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.