Gambá-de-orelha-preta, popularmente conhecido como saruê, é resgatado em residência em Aracaju — Foto: Ascom/Sedurbs/Divulgação

Cinco animais silvestres são resgatados pela Adema em Aracaju

Quatro aves e um mamífero foram resgatados nesta quinta-feira (9) pela Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

Em um dos casos, a equipe resgatou dois papa-capins (Sporophila nigricollis) em uma residência no Bairro Cirurgia, na região Central de Aracaju. Eles estavam sendo mantidos em cativeiro sem autorização do órgão ambiental. “As duas aves foram apreendidas e encaminhas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) onde vão passar por avaliação e processo de reabilitação. Após este período, faremos a soltura em área de reserva ambiental”, disse o veterinário Daniel Allievi.

Em uma entrega voluntária, um azulão (Cyanocompsa brissonii) e um papa-capim foram recebidos pelo órgão. “Ambas as aves se encontravam aptas à soltura e fizemos a devolução imediata à natureza”, contou Daniel.

A equipe da Adema também atendeu a um chamado no Bairro Farolândia, Zona Sul da capital. Um gambá-de-orelha-preta (Didelphis aurita), conhecido popularmente como saruê, apareceu em uma residência. “O animal foi recolhido e encaminhado para o Cetas, onde irá passar por avaliação clínica e nutricional objetivando a sua posterior soltura”, falou Allievi.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.