Fotografia: Eduardo Martins

Cinco galgos de Macau seguem viagem para serem adoptados nos EUA

A Yat Yuen apresentou ontem um pedido de reclamação de cinco galgos para que fossem adoptados pela MotorCity Greyhound Rescue, um grupo norte-americano que se dedica à protecção desta raça. A empresa já iniciou os preparativos para a exportação e adopção dos animais. O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) considerou que este processo poderia garantir a estes galgos um ambiente mais favorável e consentiu à Yat Yuen a reclamação dos cães já esterilizados. A empresa de corridas de galgos em Macau vai enviar os cães para Hong Kong e, após a conclusão da quarentena, os animais viajam então para a cidade de Detroit. A Yat Yuen é obrigada a efectuar o pagamento das despesas resultantes da respectiva apreensão desses galgos de acordo com a Lei de Protecção dos Animais, recorda o IACM. O organismo pede ainda celeridade no processo por parte da Yat Yuen “para que desenvolva mais activamente a disposição da adopção dos galgos, para que estes possam ser adoptados de forma satisfatória”.

A Anima – Sociedade Protectora dos Animais de Macau reagiu nas redes sociais, partilhando vídeos e fotografias dos cães a serem levados para adopção. “Hoje [ontem] damos o primeiro passo na nossa parceria [Anima, IACM e Yat Yuen] para o processo de adopção, enviando cinco galgos nascidos em Macau com menos de dois anos para os EUA: Anne, Carey, Gobi, Maya e Sugar. Vão voar para Detroit. Um longo voo! Vão esta noite para Hong Kong e ficam num hotel para animais e depois vão para os EUA. Façam boa viagem, amigos. Na próxima semana mais cinco serão adoptados por residentes de Macau”, lê-se na página de Facebook da Anima, com a mensagem a ser assinada pelo presidente da associação, Albano Martins.

Fonte: Ponto Final / mantida a grafia original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.