“Clamamos por socorro”: Moradora denuncia matança de animais na Serra da Batateira, em Juazeiro, BA

“Clamamos por socorro”: Moradora denuncia matança de animais na Serra da Batateira, em Juazeiro, BA

Uma moradora da Serra da Batateira, em Juazeiro, que pediu para não ser identificada, denunciou a matança de animais por envenenamento, que vem acontecendo de forma recorrente na comunidade. Segundo ela, vários cães de tutores que moram nas chácaras que ficam no local estão aparecendo mortos.

“Cachorros estão sendo envenenados a todo tempo. Somente uma moradora já perdeu 8 cachorros envenenados, fora o restante que são muitos. Antes acreditávamos que estavam fazendo isso por conta da criação de animais, pois quem cria fala que tem cachorros que vão matar as criações, o que é crime do mesmo jeito. Porém, ultimamente até os cachorros que não saem de dentro das roças estão morrendo, pois estão passando jogando bolos de veneno dentro das roças. Moradores relatam que acharam veneno dentro da propriedade. Agora estão matando cães criados em casa, que são bem cuidados e amados por seus tutores. Eles acabam morrendo envenenados com essa crueldade, acredito que sejam várias pessoas envolvidas nisso, porque a Serra da Batateira é grande e está acontecendo isso em praticamente todas as alas”, relatou.

“Clamamos por socorro”: Moradora denuncia matança de animais na Serra da Batateira, em Juazeiro

A moradora pediu que a polícia investigue o crime: “Pedimos encarecidamente apoio e ajuda da polícia, pois a lei diz que quem maltrata animais deve ser punido. Sei que na nossa cidade a causa animal não é vista com tanta seriedade, mas a população clama por socorro. Acredito no trabalho da polícia e sei que podem nos ajudar a descobrir quem está fazendo isso e punir para que parem com tamanha monstruosidade, pois é um risco até para a população. Não sabemos o que querem com isso. Os cachorros protegem muito as roças e sem eles ficamos até mais vulneráveis a roubos. Clamamos por apoio e ajuda da polícia”, concluiu a moradora.

Estamos encaminhando a denúncia para a Polícia Civil e Ministério Público.

Fonte: Preto no Branco

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.