Cliente denuncia maus-tratos contra cachorro em pet shop em Campo Grande, MS

Veterinário negou acusações e disse que segue normas.

Por Maressa Mendonça

A Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista (Decat) investiga denúncia de maus-tratos contra cachorro da raça shih tzu em pet shop do bairro Aero Rancho, em Campo Grande. O caso aconteceu na tarde de hoje (27).

Jovem de 24 anos procurou a polícia e disse ter deixado cachorro para tomar banho na loja de animais e quando retornou ouviu ele chorando. Segundo ela, o animal estava em uma gaiolinha com secador virado para ele.

O veterinário viu que ela se aproximava do cachorro e, conforme o relato, pegou o bicho pelo pescoço e o colocou sobre a mesa para terminar o serviço.

A cliente incomodou-se com a forma com que o veterinário pegou o shih tzu e questionou a atitude. Ele teria respondido que já realizava o serviço assim há muito tempo e não tinha nada de errado.

Irritado, o homem ainda teria devolvido o dinheiro da cliente, afirmando que não precisava do pagamento. Ela saiu do estabelecimento dizendo que denunciaria o caso e ainda pediu imagens do banho, mas foi informada que não tinha câmeras naquele pet shop.

Outra versão

A reportagem do Portal Correio do Estado entrou em contato com o veterinário e ele negou maus-tratos.

Segundo o profissional, a cliente reclamou de como o secador estava sendo usado. “Ela disse que ele teria queimadura, mas expliquei que a temperatura era morna, que não tinha risco. Trabalho há anos com esse procedimento”, declarou.

Ele confirmou que devolveu o dinheiro da cliente, mas negou que tivesse jogado as notas e disse ainda que vai registrar outro boletim de ocorrência por calúnia e difamação.

BBB em Pets

Projeto de lei estadual prevê que profissionais de pet shop sejam monitorados por câmeras em Mato Grosso do Sul.

A justificativa, conforme a deputada Antonieta Amorim (PMDB), consiste em combater maus-tratos dentro dos estabelecimentos. A proposta ainda está em tramitação na Assembleia Legislativa.

Fonte: Correio do Estado 

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.