Cliente diz que restaurante serviu patas de cachorro em vez de costelas de porco

Cliente diz que restaurante serviu patas de cachorro em vez de costelas de porco

Por Fernando Moreira

Uma cliente de um restaurante chinês em Maryland (EUA) disse estar convencida de que o China Palace serviu a ela patas de cão em vez de costelas de porco em uma embalagem para viagem.

“Há até unhas(…) Estou guardando uma delas para levá-la ao Departamento de Saúde a fim de ser examinada”, disse Ashley Jefferson em um vídeo feito por ela para denunciar o estabelecimento.

A direção do China Palace garantiu ser um restaurante “100% livre” de carne de cachorro e que a denúncia é mentirosa. O estabelecimento exibiu no Facebook o parecer de um inspetor afirmando “não haver prova da existência de carne canina no local”.

O restaurante disse que as “unhas” não passam de pedaços de cartilagem.

EUA Maryland cliente diz restaurante serviu patas cachorro em vez de porco1

EUA Maryland cliente diz restaurante serviu patas cachorro em vez de porco2

O consumo de carne canina é comum em várias regiões de China, Coreia do Sul e Vietnã.

Fonte: O Globo


Nota do Olhar Animal: Questões sanitárias, gastronômicas e comerciais à parte, não há diferença alguma entre financiar a matança de um cão ou a de um porco. Para ambos os casos, não há justificativa moral aceitável. Todas as explicações desaguam no gosto pessoal, no egoísmo.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.