Clínicas veterinárias populares atendem animais gratuitamente em Araraquara e São Carlos, SP

Clínicas veterinárias populares atendem animais gratuitamente em Araraquara e São Carlos, SP
Marcele D´Aragole mima o gatinho Antônio enquanto aguarda atendimento na AAPA — Foto: Amanda Rocha/g1

Clínicas veterinárias populares que atendem gratuitamente ou com baixo custo cães e gatos são opções para quem quer cuidar de seus animaizinhos, mas não têm condições de pagar uma clínica particular em Araraquara e São Carlos (SP).

O g1 conheceu o trabalho desses locais e traz uma lista dos serviços prestados por eles. Veja abaixo.

AAPA

Associação Araraquarense de Proteção aos Animais (AAPA) fica no Parque Pinheirinho — Foto: Amanda Rocha/g1
Associação Araraquarense de Proteção aos Animais (AAPA) fica no Parque Pinheirinho — Foto: Amanda Rocha/g1

A Associação Araraquarense de Proteção aos Animais (AAPA), em Araraquara, realiza, diariamente, 30 consultas gratuitas pelo Centro de Especialidades Veterinárias, no Parque Pinheirinho.

No local, há um ambulatório com sala de vacinação, são feitas cirurgias, castrações, exames e há uma farmácia que atende a população de cães e gatos do munícipio a preço de custo.

Os atendimentos são feitos de segunda a sexta-feira, das 8h até às 13h, e aos sábados, das 8h às 11h. Para ser atendido é necessário levar um comprovante de endereço e documento pessoal.

Um dos pacientes da AAPA é o gato Antônio, de dois anos, que enquanto aguardava consulta e exames era mimado no coloo da pizzaiola Marcele D´Aragole, que tem ainda três cachorros e sempre que precisa leva os animais na AAPA.

“ Se não fosse a clínica popular ficaria mais difícil para a gente. Meu gatinho começou a se arrastar e não sei o que está acontecendo. Meu pai mora em sítio e tem bastante animais, ele traz direto aqui para castrar também”, disse.

Manutenção é feito com campanhas

À frente da associação há 30 anos, a diretora Adriana Mattos, de 60 anos, contou que a AAPA começou recolhendo e atendendo apenas animais em vulnerabilidade nos bairros, porém, ampliou a atuação para se manter.

A AAPA chegou a ter apoio municipal no início, mas hoje é independente. Para manter o funcionamento e pagamento de 15 funcionários, a associação realiza campanhas de telemarketing com doações de R$ 10 a R$ 50, e faz reciclagem tampinhas de plástico que são arrecadadas na própria AAPA e em escolas da cidade.

“Hoje atendemos todo o público porque não temos apoio municipal e pagamos todos os funcionários. Se não fosse as campanhas de telemarketing e a nossa reciclagem, ficaria difícil”, afirmou Adriana.

Atropelamentos e envenenamentos são comuns

A autônoma Maiara Vidal, de 29 anos, levou pela primeira vez o seu cachorro Rafinha, um shih tzu de três meses, para atendimento na clínica. Ele estava com sintomas de gripe e passou por consulta.

“O peito dele está chiando e uma amiga me avisou sobre consulta na AAPA. Não conhecia e achei muito bom ter esse serviço” disse.

O shih tzu Rafinha gripou e a tutora Maiara levou o cão para atendimento pela primeira vez na AAPA — Foto: Amanda Rocha/g1
O shih tzu Rafinha gripou e a tutora Maiara levou o cão para atendimento pela primeira vez na AAPA — Foto: Amanda Rocha/g1

Segundo Adriana, a maioria dos atendimentos são de rotina, como exames de sangue e raio-X, mas muitos animaizinhos chegam para emergência vítimas de atropelamentos e envenenamentos e também por falta de vacinação.

“Chega muita emergência e bichinho doente com cinomose e parvovirose. Por isso é muito importante manter a vacinação em dia”, comentou.

Além de cães e gatos, a AAPA tem um dia específico no mês para agendar os animais silvestres, como tartarugas, roedores e aves.

Clínicas populares em São Carlos

Em São Carlos, o serviço de atendimento veterinário gratuito é realizado por meio do Departamento de Defesa e Proteção Animal e Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, em clínicas que passam por licitação anual.

Neste ano, duas clínicas populares atendem na região central e Boa Vista. No total, 20 animais passam por consulta diariamente.

O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 14h às 17h30. São oferecidos serviços de consultas, vermifugação, raio-x, ultrassom, testes de cinomose, FIV, FELV, e até cirurgias. Apenas a medicação posterior é de responsabilidade do tutor.

Para marcar consulta, o tutor deve ter o Cadastro Único (CádUnico) e agendar, exclusivamente, pelo telefone (16) 3368-7051 ou por mensagens no WhatsApp (16) 999919584.

A clínica da região da Boa Vista atende 24h e emergência aos finais de semana e feriado, basta enviar mensagem pelo número do WhatApp informado acima.

Já a vacinação é feita no posto de vacinação municipal as terças e quintas-feiras, das 8h30 às 16h30 na Rua Carlos Botelho 3469, além do Centro de Zoonoses pelo número (16) 33077405.

VÍDEO: Voluntários de São Carlos fazem ações para aumentar adoção de animais abandonados

Por Amanda Rocha

Fonte: g1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe um comentário