Com enchente, animais ficam ilhados em telhados de casas em Itaqui, RS

Com enchente, animais ficam ilhados em telhados de casas em Itaqui, RS

Com redes ligadas para manter fornecimento de luz, resgate é arriscado. Para evitar fuga, animais são mantidos e alimentados em telhado de casas. 

RS itaqui 8383cachorro

A chuva que atinge o Rio Grande do Sul desde a última semana além de afetar os moradores de várias regiões também impõe um drama aos animais dos locais atingidos. No bairro Cerrinho, um dos mais afetados da cidade de Itaqui, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, aves e gatos estão ilhados sobre telhados de casas invadidas pela água há mais de quatro dias em uma área onde o transporte só é possível através de embarcações.

Na tarde deste domingo (6), os moradores que passavam pelo local podiam observar um filhote de gato, preso no teto de uma casa parcialmente destruída e praticamente submersa. Sem árvores próximas, a única chance do animal é ser resgatado por alguém em um barco. Entretanto, os perigos de realizar o resgate assustam os moradores da região.

RS itaqui gato1a

“É muito perigoso encostar na casa. Já fomos avisados pela AES Sul [companhia responsável pelo fornecimento de luz em Itaqui] sobre o risco de levar um choque”, explicou José Silveira, 55 anos, que conduziu o G1, de barco, a uma incursão pelas vias que se tornaram extensões do Rio Uruguai.

RS itaqui galinhas3No telhado de outra residência inundada, dezenas de galinhas seguiam isoladas. Segundo Silveira, o proprietário dos animais preferiu deixá-los no local para impedir a fuga, algo que se tornou rotina nos últimos seis dias, quando quase 30% da cidade ficou embaixo d’água.

Diariamente, as aves são alimentadas pelo proprietário no local improvisado, garante o morador. Para chegar até lá, é preciso pegar um barco.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.