Com mais de 200 animais, abrigo de Goiânia (GO) pede ajuda para não fechar as portas

Com mais de 200 animais, abrigo de Goiânia (GO) pede ajuda para não fechar as portas

Um abrigo que cuida, atualmente, de 293 animais entre cães e gatos passa por dificuldades em Goiânia. Com gasto mensal de cerca de R$ 25 mil, a protetora responsável pelo local pede ajuda para não fechar as portas. Lugar foi criado em 2016, mas ainda não tem estrutura adequada para abrigar os animais por falta de recurso financeiro.

Mônica Aquino, responsável pelo abrigo Lar dos Animais, começou a jornada de resgate há cerca de quatro anos. Inicialmente, ela acolheu 80 animais de rua, alugou uma chácara e mantinha os cães e gatos sozinha. No entanto, após a chegada de novos bichos, a mulher passou a enfrentar dificuldades, já que não recebe apoio governamental e hoje se mantém com ajuda de doações.

O local, segundo ela, é improvisado e não possui estrutura física adequada. “Já tentamos construir o abrigo por duas vezes, mas tivemos que parar por falta de dinheiro”, afirmou. O valor para a construção do espaço, que é alugado e está em atraso, é de cerca de R$ 35 mil. “O dono da chácara já até pediu o imóvel. Vamos estar na rua. Não temos o que fazer. Como vou cuidar desses animais sem recurso? Não tenho força mais”

Dívidas

Além da dívida mensal, que gira em torno de R$ 25 mil para manter os animais, a mulher conta que possui dívida ativa de R$ 35 mil; R$ 18 mil de cheque especial e mais R$ 24 mil de cartão de crédito. As doações, segundo ela, chegam na ordem de R$ 8 mil, o que não é suficiente nem para manter o local e pagar as despesas básicas de alimentação, saúde, impostos e três ajudantes, por exemplo.

“Se não acontecer um milagre vamos ter que fechar o abrigo. A situação é desesperadora e insustentável. Já iniciei até uma campanha para doação dos animais porque realmente não dá para manter. Recebemos pouca ajuda. Muitos curtem a página nas redes sociais, mas poucos fazem a doação. Já até vendi meu carro para auxiliar nas despesas. Estou no desespero”, disse.

Os interessados em ajudar o abrigo podem fazer doações pelo site vakinha ou depósito bancário (conta abaixo). Mônica salienta que a população também pode ajudar doando rações, materiais de construção ou quitando débitos com clínicas veterinárias, por exemplo. Para mais informações ligue (62) 9 9127 4946.

Confira a conta disponibilizada para depósito:

Caixa Econômica
Agência: 1308
Operação: 013
Conta Poupança: 49.682-0

Jessica Santos 

Fonte: Mais Goiás

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.