Comandante do 29º BPM é suspeito de maltratar animais no batalhão em Itaperuna, RJ

Comandante do 29º BPM é suspeito de maltratar animais no batalhão em Itaperuna, RJ
Fotos: Reprodução Internet

De acordo com a denúncia, o Comandante do 29º BPM contando com o apoio de seus principais subordinados, teria mandado trancar oito cães em uma sala sem ventilação, onde sem água e sem comida ficaram deitados sobre suas próprias fezes e urina durante três dias, depois disto foram levados por um homem que não é policial para serem soltos em uma mata distante do batalhão, onde poderiam ser até executados. Quatro animais conseguiram escapar no momento em que eram levados para o carro que os transportaria e continuam vivendo no batalhão mas os outros ninguém sabe que fim tiveram, se foram abandonados ou se foram mortos pela pessoa que a mando do comandante os levou embora.

Tratava-se de cães sem raça, alguns dos quais, já viviam no batalhão há mais de 7 anos, tendo a amizade e o carinho dos policiais, que gostavam da companhia dos bichos e cuidavam deles, em dia de pouca sobra de comida chegavam até a comprar ração para alimenta-los e quando algum deles ficava doente os PMs compravam os remédios para eles. A denúncia destaca que nunca nenhum dos cães que vivem no batalhão, atacou qualquer policial ou visitante da unidade.

Ainda segundo a denúncia que foi feita ao Ministério Público, o Comandante do Batalhão proibiu aos Policias que trabalham na cozinha de alimentar os cães. Os autores da denúncia acrescentam que alguns policiais já chegaram a adotar filhotes nascidos no Batalhão e sugerem que se o Comandante não se simpatiza com os animais e deseja livrar-se dos cães que vivem na unidade, que o faça de maneira mais humana e dentro da legalidade.

Após tomar ciência da grande repercussão causada pela denúncia o comandante do 29ºBPM,Tenente Coronel João Carlos emitiu uma nota oficial.

– Em razão da suposta denúncia de maus-tratos aos animais publicada em alguns blogs e outros meios de comunicação em 03jan17 o 29° BPM esclarece que não foi até a presente data oficialmente comunicado de tal fato e que se coloca a disposição do Ministério Público e de toda a sociedade do Noroeste Fluminense para o esclarecimento de quaisquer dúvidas, deixando as portas do quartel abertas para qualquer visita ou inspeção. João Carlos Alves Ribeiro(Comandante do 29ºBPM)

rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_2 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_3 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_4 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_5 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_6 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_7 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_8 rj_itaperuna_comandante_29_o_bpm_suspeito_maltratar_animais_9

Fonte: Gazeta do Noroeste 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.