Combate aos crimes ambientais resulta em mais de 2 mil aves silvestres apreendidas na Paraíba

Combate aos crimes ambientais resulta em mais de 2 mil aves silvestres apreendidas na Paraíba

Um balanço divulgado pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) da PM mostra que 2.123 animais silvestres foram apreendidos na Paraíba, nos últimos dois meses, o que revela um crescimento em mais de 1.000% do número de apreensões. O rigor no combate ao tráfico principalmente das aves silvestres, que afeta várias espécies, faz parte dos objetivos do BPAmb.

O comandante do Batalhão de Polícia Ambiental, tenente-coronel Melquisedec Lima, disse que as ações serão reforçadas ainda mais nos próximos meses. “O meio ambiente ecologicamente equilibrado é um direito dos brasileiros, previsto inclusive em nossa Constituição Federal, e estaremos reforçando ainda mais as ações para proteger a fauna e a flora paraibana. O trabalho dos valorosos policiais que fazem parte do BPAmb resultou na apreensão 2.123 animais silvestres, outros 370 foram resgatados, tivemos 57 armas de fogo usadas em crimes ambientais retiradas de circulação, 63 presos e 136 autos de infração aplicados”, destacou.

Ainda no período dos últimos dois meses, a unidade realizou 27 operações para combater crimes ambientais, sendo a grande maioria para preservar a fauna contra a criação, caça e venda ilegais de animais silvestres, em várias cidades paraibanas.

Outro trabalho que vem sendo intensificado pelo Batalhão de Polícia Ambiental é a fiscalização contra o desmatamento e a extração ilegal de minerais. A proteção ao bioma Mata Atlântica e a Caatinga, que são patrimônios não só da Paraíba, mas do Brasil, conta também com ações de conscientização da população, que, após passar o período da pandemia do novo coronavírus, serão reforçadas pela equipe de educação ambiental do BPAmb.

Resultados das ações dos últimos dois meses – 63 presos por crimes ambientais; 57 armas de fogo apreendidas; 2.123 animais silvestres apreendidos (criados ou vendidos sem autorização); 370 animais resgatados (encontrados fora de seu habitat natural); 136 autos de infração lavrados; e R$ 430.919,80  em multas aplicadas. 

Fonte: Paraíba.com.br (Secom-PB)

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.