Começa a castração de animais domésticos em Ribeirão Preto, SP

A Coordenadoria de Bem Estar Animal iniciou, nessa segunda-feira (5), as castrações dos animais domésticos cadastrados na semana passada. O órgão atendeu durante dois dias de inscrição 792 pessoas, e fechou o cadastramento com 2.360 inscrições. Inicialmente seriam realizadas 300 castrações, mas como a procura foi muito grande, todas as pessoas que se inscreveram, terão seus animais castrados. Neste primeiro dia, 16 animais foram esterilizados, 10 machos e seis fêmeas. As cirurgias acontecerão diariamente, com o mesmo número de procedimentos, até a finalização da lista. Um mutirão, para acelerar a fila está previsto para os próximos dias.

“Hoje iniciamos as castrações. Atendemos 16 animais, que foram esterilizados. Todos os procedimentos ocorreram dentro da normalidade”, declarou Stefânia Dallas, responsável pela Coordenadoria de Bem Estar Animal.

A Coordenadoria de Bem Estar Animal foi criada em fevereiro deste ano, após uma remodelação no Centro de Controle de Zoonoses, com a finalidade de realizar um trabalho educativo junto à sociedade civil para a conscientização do bem estar animal, atendendo aos cinco princípios básicos de liberdade, e promover e conscientizar a sociedade sobre a guarda responsável.

O órgão mantém uma página no facebook, que traz não apenas os animais disponíveis para adoção, como também tem dicas para cuidar de um pet. O endereço é https://www.facebook.com/BemEstarAnimalRP. Todos os animais alojados na Coordenadoria são vermifugados, castrados, microchipados e com todas as vacinas em dia. Os filhotes, após a 3ª dose das vacinas, são liberados para adoção e só saem da Coordenadoria com a castração agendada.

Os interessados em adotar um peludo, devem se apresentar pessoalmente no órgão, localizado na Avenida Eduardo Andréa Matarazzo, 4.255, de segunda à sexta-feira, das 7h às 10h30 e das 13h às 16h, com cópia do RG, CPF e comprovante de residência recente. No caso dos animais de grande porte, um técnico do setor faz uma vistoria no local em que o animal ficará abrigado para verificar se é adequado.

Fonte: Ribeirão Preto Online / Prefeitura de Ribeirão Preto

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.