Comerciante é denunciado por arrastar égua amarrada pela boca a um carro na Bahia

Comerciante é denunciado por arrastar égua amarrada pela boca a um carro na Bahia
Foto: reprodução/Radar64

Um comerciante do município de Poções foi denunciado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) por crimes de maus-tratos a animais. A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça Ruano Leite e indica que o homem feriu e causou sofrimento a uma égua de sua propriedade em dezembro de 2020.

O MP solicitou à Justiça que condene o acusado a pena de detenção e determine a perda da propriedade do animal e o pagamento de reparação mínima no valor de R$ 20 mil.

Conforme o documento, o denunciado  puxou “violentamente” o animal por meio de uma corda amarrada à cabeça e boca da égua e atada a seu próprio veículo. O caso aconteceu no dia 15 de dezembro e foi filmado por populares. 

De acordo com o promotor, o acusado “empreendeu forte tração sobre a corda, causando ferimentos na cabeça e nas patas da égua enquanto era arrastada”.  O comerciante teria levado o animal para um terreno, onde o deixou sem abrigo e amarrado sem água a uma árvore entre os dias 15 e 17 de dezembro.  

As lesões foram comprovadas por laudo de médico veterinário que revelou o sofrimento do animal dias após as agressões. O bicho se apresentou estressado, com frequências cardíaca e respiratória elevadas diante de contato com humanos. 

Ainda segundo a denúncia, a égua foi resgatada por policiais e está sob os cuidados da associação “Amigo dos Bichos”.

Fonte: Correio 24 Horas

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.