Como uma porca que pulou de um caminhão virou melhor amiga de crianças em santuário

Como uma porca que pulou de um caminhão virou melhor amiga de crianças em santuário
Aurora e Phoenix abraçam a porquinha que saltou de um caminhão em movimento, no final de 2016. (Fotos: Reprodução/Facebook)

Um porco chamado Jimmy que adora assistir à televisão. Uma ovelha chamada Levy que usa óculos coloridos. Um peru chamado Kristoff que ama receber carinho. Esses são apenas alguns dos fantásticos animais do Greener Pastures Sanctuary – algo como “Santuário Pastagens mais Verdes”, na Austrália.

Dedicado a resgatar e proteger animais de fazenda – e outros ainda menos domésticos -, o lugar fica em Waroona, uma cidadezinha australiana com menos de quatro mil habitantes, que fica a quase quatro mil quilômetros da capital, Camberra. É ali, entre o mar e as montanhas, que a enfermeira veterinária Rachael Parker cria suas duas filhas, Phoenix, de seis anos, e Aurora, de três, além de quase 130 animais.

Cabras, porcos, perus, patos, cavalos, alpacas, carneiros, galinhas, vacas e até raposas encontram no santuário um lar amoroso e os cuidados das duas filhas de Rachael. Desde que nasceram, as duas convivem diariamente com os bichinhos resgatados. Os vídeos das meninas tomando um banho de lama junto do porco Sampson, fazendo carinho na raposa Fergie ou pulando na cama elástica com o bode Vincent van Goat são um sucesso na página do Greener Pastures no Facebook.

Aurora e Vincent van Goat.

“Eu trabalhei como enfermeira veterinária por oito anos e levei do trabalho para casa muitos animais destinados à eutanásia. Durante esse período eu tive a oportunidade de abrir minha casa para dez ovelhas, quando seu antigo dono não podia mais cuidar delas”, conta Rachael. Foi assim que ela percebeu que animais de fazenda não são diferentes de animais domésticos. “Eu soube, então, que o trabalho da minha vida seria mostrar esses animais às pessoas por outro ponto de vista.”

Rachael com as filhas, Phoenix (à direita, de galocha rosa) e Aurora. (Foto: Houndstooth Studio by Alex Cearns/Reprodução)

Amigos, não comida

Cada animalzinho chega ao Greener Pastures de uma forma diferente, mas todos recebem nomes próprios e muito carinho. Há os que foram simplesmente abandonados, os que foram salvos de abatedouros, os que se tornaram órfãos e até mesmo uma porca que pulou de um caminhão em movimento. Resgatados, todos passaram a ser tratados como membros da grande “família animal” do santuário.

Parte das aventuras de viver em uma fazenda com tantos bichos é mostrada por Rachael nas redes sociais. Em um dos vídeos Aurora vê televisão abraçada ao porquinho Jimmy, que foi resgatado de uma floresta em pleno inverno quando ainda era um filhote.

'When I look into the eyes of an animal, I do not see an animal. I see a living being. I see a friend. I feel a soul'.-Anthony Douglas WilliamsSomething to cheer us all up, tiny baby James and his best friend Aurora ❤

Julkaissut Greener Pastures Sanctuary Perjantaina 14. lokakuuta 2016

A raposa Fergie Fox também chegou ali bem novinha e se tornou uma das melhores amigas de Phoenix. Um dos vídeos mostra Fergie “escalando” a menina. Em outro, ela está recebendo uma dose de carinho da pequena Aurora. “Nós tentamos manter nossas redes sociais tão reais e alegres quanto possível. Amamos mostrar às pessoas como os animais de fazenda podem ser incríveis, divertidos e afetuosos, assim como contar suas histórias, que às vezes são de partir o coração.”

Big or small, no one is safe from Fergie and her head perching….

Julkaissut Greener Pastures Sanctuary Keskiviikkona 14. syyskuuta 2016

Além de Rachael e das meninas, o Greener Pastures é mantido com a ajuda de voluntários e de um comitê de caridade. Tudo é financiado por doações. “As doações públicas que recebemos pagam a alimentação dos animais e as contas com veterinários. Mas nós infelizmente temos dificuldade em fazer reparos e reformas na nossa infraestrutura”, afirma Rachael. Ela lamenta que o santuário esteja chegando ao ponto em que não poderá mais receber novos animais por falta de abrigos.

Aurora abraça o porquinho Jimmy enquanto os bodes Geoff e Vinny brincam.

Infância à moda da fazenda

Educar as filhas para que tratem com carinho esses animais é uma preocupação constante para Rachael. A rotina da fazenda dá a elas, todos os dias, uma infância rara nos dias de hoje. “Elas não conhecem outra vida a não ser essa entre os animais. Sempre fomos abertos com elas sobre o que alguns deles passaram e o que poderia ter acontecido a eles se não os tivéssemos ajudado.” Essa realidade fez com que elas se tornassem conscientes de que o trabalho desenvolvido no quintal de casa é muito importante.

Rachael diz que a convivência com os bichinhos deixa as meninas mais confiantes e capazes de se colocar no lugar dos outros. “Notamos que muitas crianças têm medo de se sujar, ficam nervosas com coisas novas e algumas até mesmo têm pouca empatia.Sempre esperamos que Phoenix e Aurora deem a elas a confiança para interagir com os animais. Normalmente ao final da visita elas tiveram sucesso e todos estão sujos, felizes e com novas perspectivas.”

Phoenix faz carinho em uma das duas raposas que moram no santuário.

Para ela, a dieta vegana – sem nenhum alimento de origem animal – adotada pela família também ajuda a mostrar que “veganos não são apáticos. Elas são saudáveis e cheias de energia!”. A opção por esse tipo de alimentação vem da percepção de que animais de fazenda não são diferentes dos domésticos. “Fazemos coisas com os animais de fazenda que nunca sonharíamos em fazer com um cachorro ou um gato. É um condicionamento social, somos ensinados a comer carne ou não cresceremos fortes e saudáveis.”

Amor

A quem nunca imaginou conviver com bichos maiores que seus gatinhos ou cachorros, a enfermeira veterinária aconselha: “você não viveu até que tenha um porco de 350 kg rolando para receber um carinho na barriga, ou deitado na grama para abraçar uma vaca sonolenta ou abraçado uma galinha até que ela durma nos seus braços. Esses animais têm tanto amor a dar, eles são muito mais que um pedaço de carne”.

O Greener Pastures Sanctuary organiza eventos regularmente. Você pode ver todos eles clicando aqui (site em inglês). Visitas à propriedade também podem ser agendadas, mas a agenda está cheia até maio de 2018. Todas as informações sobre o santuário, além de formulários de doação e adoção de animais você encontra no site oficial.

Phoenix, 6 anos, brinca com a cabra Rainbow, trazida ao santuário depois de ser rejeitada por seu antigo dono.

Por Carolina Werneck 

Fonte: Gazeta do Povo 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.