Concessionária encontra família tutora de cachorra resgatada de escombros de desabamento na Via Dutra, na Grande SP

Concessionária encontra família tutora de cachorra resgatada de escombros de desabamento na Via Dutra, na Grande SP

A Concessionária CCR, que administra a Rodovia Presidente Dutra em Guarulhos, na Grande São Paulo, encontrou nesta quarta-feira (12) a família tutora da cachorrinha Adelaide, que foi resgatada dos escombros de um desabamento na via na última sexta-feira (7).

VÍDEO: Cadela resgatada em escombros na Via Dutra, na Grande SP, reencontra família

A CCR aplicou, então, um questionário sobre as características da cachorrinha e descobriu a família correta do animal.

Vanderlei e Laura, donos da cachorrinha, disseram que Adelaide havia sido adotada de um abrigo de animais meses antes e tem histórico de maus-tratos.

A cachorrinha Adelaide, resgatada na Via Dutra pela concessionária CCR na sexta-feira (7). — Foto: Reprodução
A cachorrinha Adelaide, resgatada na Via Dutra pela concessionária CCR na sexta-feira (7). — Foto: Reprodução

Adelaide havia fugido de casa na quinta-feira (6) e estava sendo procurada pela família. A localização aconteceu após os tutores assistirem a uma reportagem no Jornal Nacional falando sobre o resgate do animal na cratera aberta na Via Dutra.

Após o resgate na rodovia, Adelaide foi levada a uma clínica veterinária e estava sob o cuidado de especialistas. A cachorra teve uma fratura, mas se recupera bem, segundo os veterinários.

Resgate na Dutra

VÍDEO: Cachorro é resgatado de escombros após desabamento na Via Dutra, em SP

O animal foi localizado por volta das 9h e conseguiu ser retirado do meio da mistura de terra e asfalto cerca de uma hora e meia depois. Ele foi encaminhado a uma clínica veterinária em Guarulhos para receber os cuidados necessários.

O desabamento ocorreu no trecho da Via Dutra localizado em Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta das 19h30 desta quinta-feira (6).

VÍDEO: Trecho da Via Dutra desaba em Guarulhos, na Grande SP, e moradores deixam casas às pressas

No km 214, sentido capital paulista, asfalto e solo de duas faixas da pista lateral foram abaixo, derrubando postes, gradis e caixas d’água das casas do entorno.

Moradores da região relataram ter ouvido estalos vindos da rodovia durante a manhã. À tarde, apareceram as rachaduras, e o asfalto começou a afundar.

Ao ver a situação, a balconista Maria das Graças Nogueira, que vive com um irmão que tem deficiência, o levou para a casa de outra parente e também guardou documentos importantes na bolsa, para se prevenir em caso de ter que deixar a residência às pressas. Foi o que aconteceu.

“Na hora que o muro desabou, nós já saímos correndo, gritando. Foi tudo assustador, só quem passou pra saber como que é… fio pegando fogo, explodindo, todo mundo gritando, correndo”, contou Maria.

Técnicos da CCR Nova Dutra avaliam a situação do solo após desabamento ocorrido nesta quinta (6) — Foto: Reprodução/TV Globo
Técnicos da CCR Nova Dutra avaliam a situação do solo após desabamento ocorrido nesta quinta (6) — Foto: Reprodução/TV Globo

À tarde, a Defesa Civil de Guarulhos já havia comparecido ao local e feito uma avaliação das rachaduras no asfalto, liberando os moradores para retornarem a suas residências.

Porém, com o deslizamento que ocorreu horas depois, o órgão teve de interditar as casas de 12 famílias.

Situação no trecho da Via Dutra onde ocorreu o desabamento na manhã desta sexta (7) — Foto: Reprodução/TV Globo
Situação no trecho da Via Dutra onde ocorreu o desabamento na manhã desta sexta (7) — Foto: Reprodução/TV Globo

“A gente passou a noite aqui, a maioria dos moradores na rua. Agora é esperar para ver o que vão fazer, para onde vão levar a gente”, disse a ajudante-geral Bruna Ferreira, uma das moradoras que teve a casa interditada.

A concessionária CCR, responsável pela Via Dutra, afirmou que o problema foi causado pelas fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias.

Pistas da Via Dutra permanecem interditadas nesta sexta (7) devido a desabamento — Foto: Reprodução/TV Globo
Pistas da Via Dutra permanecem interditadas nesta sexta (7) devido a desabamento — Foto: Reprodução/TV Globo

Na manhã desta sexta (7), os motoristas enfrentavam tráfego lento na região do ocorrido. Segundo a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbano), 17 linhas de ônibus intermunicipais operaram com atrasos de até 40 minutos.

A Prefeitura de Guarulhos informa que cadastrou 12 famílias e que está providenciando ajuda, mas que a responsável pelo acolhimento dessas pessoas e pelo conserto do asfalto é a CCR.

Por Alfredo Perez

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.