Confira 10 alimentos proibidos e perigosos para cachorros

Confira 10 alimentos proibidos e perigosos para cachorros

Muitos tutores não resistem ao olhar “pidão” do seu amigo de quatro patas e oferecem vários alimentos proibidos e perigosos para cachorros, colocando-os em risco de morte ao deixarem seus peludos comer chocolate, alguns tipos de frutas, massas e alguns até acham engraçado os pets tomarem bebidas alcoólicas.

Entre os alimentos proibidos, no item bebidas alcoólicas, não vamos nos demorar muito, porque é bem óbvio que os animais não podem ingeri-la, pois causam, no mínimo, intoxicação séria, podendo chegar facilmente ao ataque cardíaco e morte.

Vamos apresentar (e alertar) sobre os riscos de alguns alimentos cotidianos, alguns presentes diariamente na alimentação dos tutores, mas que nunca devem ser oferecidos aos peludos. Saiba mais sobre boa alimentação para os animais.

Chocolate

O chocolate é um dos alimentos mais comuns que podem matar um cão. Algumas substâncias presentes no cacau podem causar envenenamento em animais. O chocolate, principalmente o preto, contém cafeína e teobromina, essa última é uma substância que pode causar alergias, arritmias, convulsões, aumento da pressão arterial e causar danos no sistema nervoso.

Os principais sintomas são vômitos, desidratação, dores e agitação. Antes que ele entre em coma, leve-o ou chame o veterinário rapidamente.

Alho

Esse grande aliado da saúde humana é um grande veneno para os cães. O alho pode destruir os glóbulos vermelhos. Quanto mais forte o alho, mais tóxico ele será e, para complicar, os efeitos do alho demoram a aparecer, podendo causar anemia e insuficiência renal. O sintoma mais comum é a urina de cor laranja intensa.

Abacate

Comum em todas as Américas, o consumo de abacate pode atacar o trato gastrointestinal e/ou causar dificuldades respiratórias. Tudo isso porque a fruta contém uma substância tóxica chamada persina.  E, dependendo do tamanho do caroço, existe a possibilidade do cachorro engolir, ampliando ainda mais os riscos.

Massas fermentada

Apesar de muitos tutores afirmarem que seus mascotes adoram pizzas, mantenha-o longe das massas que contenham levedura, pois massas estão entre os alimentos mais perigosos e proibidos para cachorros. A levedura pode expandir dentro do estômago e do intestino e produzir grandes quantidades de gases, resultando em vômitos, fortes dores abdominais e muita indisposição.

Romã

Para os humanos, este é um superalimento, porém, para os cães é um perigo, pois suas sementes são difíceis de serem digeridas pelos peludos e podem causar vômitos, dores estomacais e diarreia.

Café

Por mais difícil que seja imaginar você batendo um papo animado com seu cachorro durante um delicioso cafezinho, alguns tutores acham isso normal e oferecem café ao mascote. Uma dose contém quantidade de metilxantinas suficientes para causar agitação, arritmia, vômitos e, nos casos mais graves, causar a morte do cão.

Leite

Importante destacar que os animais, após o desmame, não necessitam mais de leite em sua alimentação. Os cachorros, até muito mais que os humanos, podem ser intolerantes à lactose, sem falar que a gordura do leite de vaca causa diarreia nos animais e, os cães não têm a enzima encarregada de quebrar as moléculas de lactose e isso pode levar a sérios problemas gastrointestinais.

Maçã com sementes

A maçã é indicada em algumas dietas naturais, seja como petisco ou componente da dieta diária. Mas, muito cuidado com as sementes da maçã, elas contém cianeto, uma substância altamente tóxica para os animais, que pode causar convulsão, hiperventilação, a disfunção cardíaca seguida de choque cardiogênico e coma.

Sorvetes

As pessoas geralmente adoram sorvetes, mas como no caso do leite, muitas deles sofrem com a intolerância a lactose. E seu cachorro pode sofrer dessa mesma intolerância e não é uma boa ideia oferecer os deliciosos sorvetes cremosos. Além disso, a quantidade de açúcar pode contribuir para o  excesso de peso nos cães .

Comida com Sal

O excesso de sal é comprovadamente perigoso para a saúde humano, para o animal é ainda maior o risco, que pode desencadear vômitos e convulsões.

O cachorro comeu o alimento proibido, e agora?

Aos primeiros sinais de intoxicação alimentar, com transtornos gástricos, diarréias, alterações cardíacas ou respiratórias, não force vômitos ou caminhas para “aliviar”, leve imediatamente ao veterinário.

Além desses 10 alimentos proibidos listados, existem muito outros que podem ser prejudiciais aos pets. Cabe ao tutor, com a orientação do veterinário ou especialista em nutrição animal, oferecer o melhor para seu pet, evitando riscos. Uma das opções é a alimentação natural para os peludos, que  oferece opções variadas de refeições, atendendo as características e necessidades dos cachorros.

Fonte: TNH1 (com Canal do Pet / PetNut)

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.