Conheça as plantas capazes de intoxicar seu animal

Conheça as plantas capazes de intoxicar seu animal
Conheça as plantas capazes de intoxicar seu animal de estimação (Foto: Reprodução Internet)

Ter um jardim bonito é um desejo de muitas pessoas. Todavia, quando se tem um cachorro em casa muitas dúvidas podem surgir a respeito de qual planta pode ser colocada sem preocupações.

É bem verdade que existem algumas espécies que são tóxicas e que por essa razão, ao serem ingeridas, podem interferir no sistema nervoso central e no digestivo.

A preocupação dos tutores sobre esse tema é pertinente, isso poque existem certos fatores que influenciam o pet a mastigar as plantas que encontram. Entre estas razões, pode-se citar a curiosidade, tédio ou por estar na fase da vida em que adora morder tudo o que vê pela frente e explorar o ambiente, este período da fase do cachorro costuma ser quando ele ainda é um filhote.

Plantas e os sinais de intoxicação

Antúrio

Foto: reprodução/Helena Schanzer
Foto: reprodução/Helena Schanzer

Por conter oxalato de cálcio em todas as partes da planta, antúrio pode causar queimação nas mucosas, asfixia, edema na glote e inchaços na boca, garganta e lábios. Além destes sintomas, o cãozinho que provou desta planta pode apresentar salivação em excesso, vômito e diarreia. Todos estes fatores colocam em risco à vida do animal.

Copo de leite

Foto: reprodução/Mundo de Flores
Foto: reprodução/Mundo de Flores

Assim como o antúrio, o copo de leite também possui oxalato de cálcio. Por esta razão, ele acaba irritando as mucosas assim como a espécie anterior. Além disso, pode causar dores severas e contínuas nos animais que provaram de seu sabor. Copo de leite promove também edemas da glote desses bichinhos.

Espada de São Jorge

Foto: reprodução/Plantei
Foto: reprodução/Plantei

Os sinais que demonstram a ingestão dessa planta pelos animais são: dificuldade de movimentação e de respiração, irritação nas mucosas e salivação em excesso. Todos estes fatores surgem devido à presença de glicosídeos pregnâncios e saponinas esteroidais, duas substâncias altamente tóxicas para o organismo canino.

Lírio

Foto: reprodução/Cultura mix
Foto: reprodução/Cultura mix

Apesar da aparência delicada, o lírio é uma planta que possui todas as partes tóxicas para os animais. Ao ingeri-la, o cachorro pode apresentar incômodos e coceiras na pele, como também nas mucosas. Há como sintomas a presença de irritação oral e ocular, dificuldade para engolir, problemas na respiração e alterações nas funções renais e neurológicas.

Tomate verde

Foto: reprodução/Wikiwand
Foto: reprodução/Wikiwand

Tanto as folhas como os frutos desta planta são considerados altamente tóxicos para os cães. Isso porque, ambas as partes possuem alcaloide tomatina, provocando arritmias cardíacas, salivação intensa, diarreia, dificuldade de respirar e vômitos. Vale salientar, entretanto, que o tomate maduro possui ainda esta substância, mas ela torna-se inerte nesta fase.

Maconha

Foto: reprodução/Brian Colwell
Foto: reprodução/Brian Colwell

Mesmo sendo uma das espécies que mais intoxicam animais, isso de acordo com um estudo feito pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP). Ao comer ou inalar indiretamente esta erva, o cachorro pode ficar desorientado, com depressão, falta de coordenação e pode ficar até em coma. Tudo isso devido a ação do Tetraidrocanabinol (THC), princípio ativo altamente tóxico.

Outras plantas tóxicas para o organismo canino

Azaleia;
Urtiga;
Comigo ninguém pode;
Bico-de-papagaio;
Espirradeira;
Aroeira;
Mamona;
Violeta;
Avelós.

Por Katharyne Silva

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.