Consumo de carne de tatu é causa de inúmeros casos de LEPRA no Brasil

Consumo de carne de tatu é causa de inúmeros casos de LEPRA no Brasil

Muita gente se espantou ao saber que o Coronavírus, que já fez milhares de vítimas na China e em vários países, contaminou as primeiras vítimas possivelmente pelo consumo de animais como cobras e morcegos. Porém, o que muitos não sabem é que no Brasil todos os anos centenas de pessoas contraem doenças pelo consumo ou simples contato com animais silvestres. Um desses bichos é o tatu, um forte disseminador da bactéria que causa o Mal de Hansen, popularmente conhecido como lepra.

O programa Brasil Rural dessa quinta-feira (14) tratou do tema com João Marcelo de Paula Antunes, veterinário e doutor em doenças infecciosas.

Ouça no player abaixo:

Ele explicou que o tatu é um repositório de zoonoses, doenças que podem ser transmitidas ao ser humano, como a lepra e a micose pulmonar.

As espécies mais consumidas no Brasil são tatu-peba e tatu galinha.

Além do risco que o consumo de carne de animais silvestres oferece, caçar é crime tipificado no artigo 29 da lei 9.605/1998, na seção dos crimes contra a fauna.

Fonte: Rádios EBC


Nota do Olhar Animal: As pessoas ignoram (ou preferem ignorar) que o consumo de bois, porcos, frangos, etc. também causa danos à saúde, malefícios estes ocultados pela indústria com a conivência de muitos profissionais da área de saúde e do Poder Público. Mas lamentável é que a maioria das pessoas só se preocupe com os problemas causados a si próprias e desconsidere os danos causados aos animais.

40 municípios do Piauí tem pessoas doentes por comerem carne de tatu. Contraíram micose pulmonar

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.