Coordenadoria de Proteção Animal realizará campanha para chipagem de animais em Ijuí, RS

Coordenadoria de Proteção Animal realizará campanha para chipagem de animais em Ijuí, RS

Lei de Posse Responsável entre em vigor em Ijuí a partir de setembro. Tutores terão até quatro anos para realizar chipagem de animais. 

RS ijui june-2014-cachorro-xixi-01-1401886499

A Coordenadoria de Proteção Animal, vinculada à Secretaria de Meio Ambiente, deverá iniciar a partir de setembro uma campanha para a micro-chipagem de animais domésticos em Ijuí. 

O objetivo será o registro dos animais na Coordenadoria, como prevê a Lei de Posse Responsável que disciplina a criação, propriedade, posse, guarda, uso e transporte de animais caninos e felinos em Ijuí.

A lei foi sancionada em março do ano passado, mas deverá entrar em vigor apenas em setembro deste ano.

De acordo com a coordenadora Andressa Gressler, os proprietários terão até quatro anos para fazer o registro e a chipagem nos animais junto à Coordenadoria.

O chip é colocado embaixo da pele do animal, através de uma seringa. A chipagem ajudará a identificar a origem do animal e responsabilizar o proprietário.

A Coordenadoria pretende realizar a chipagem gratuita para os proprietários com renda até 3 salários mínimos.

Com renda superior, a chipagem deverá ser paga. A Coordenadoria está negociando com estabelecimentos veterinários para chegar a um valor mais baixo do que do mercado.

Atualmente, estão sendo micro-chipados apenas os animais que estão no Canil Municipal que chegam a aproximadamente 70 animais.

A chipagem acontece junto com a castração desses animais após os seis meses.

A coordenadora Andressa Gressler revelou ao Portal Ijui.com que a intenção é que a chipagem dos animais em Ijuí seja feita junto com a castração. Um dos objetivos é o controle da reprodução dos animais.

Ela também revelou em conversa com o Portal Ijui.com que a Coordenadoria trabalha para a construção de um Centro de Atendimento

Emergencial, onde poderá ser feita as castrações.

Leia a Lei de Posse Responsável na íntegra clicando aqui.

Fonte: Portal Ijuhi

Nota do Olhar Animal: A se lamentar a insistência no uso da nomenclatura “posse responsável”, frequente nas ações públicas e, pior, também entre muitos protetores de animais, reflexo de como encaram a relação com os bichos. A forma como se referem a eles espelha a visão de que são itens de propriedade. Espera-se, especialmente dos defensores dos animais, que se utilizem de terminologia mais adequada, como “guarda responsável” ou, melhor ainda, “tutela responsável”, lembrando que o trabalho de conscientização é fundamental e o uso das palavras corretas (e do conceito que expressam) é importante neste processo educativo.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.