Cães são mortos a tiros dentro de casa durante perseguição policial em Teresina, PI

Corpos de cães assassinados em Teresina (PI) serão periciados a pedido da Polícia Civil

Os corpos dos cães ‘Tempo’ e ‘Preto’, mortos dentro de casa durante uma perseguição policial no bairro Matinha, Zona Norte de Teresina, na terça-feira (5), serão periciados por veterinários a pedido da Polícia Civil, após a abertura de um inquérito para investigar o caso.

A responsável pelo caso é a delegada Edenilza Viana, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. Ela informou ao G1 que os donos dos cães e nenhuma outra testemunha procurou a delegacia para fazer a denúncia e, por isso, decidiu agir de ofício, quando a polícia investiga sem ser provocada por nenhuma denúncia.

“Estamos contando com o apoio da Gerência de Zoonoses e, agora na quarentena, vamos tentar encontrar veterinários que possam fazer essa perícia. Até o momento, não sabemos nada do que aconteceu. Estamos buscando testemunhas, vamos tentar as câmeras de segurança na região para saber se houve registro da situação e a perícia será fundamental para determinar se eles morreram vítimas de disparos de arma de fogo e de que armas os tiros possam ter partido”, contou.

Os corpos dos cães se encontram em um freezer na Gerência de Zoonoses de Teresina para que não tenha deterioração ou comprometimento de provas.

Cachorros foram mortos a tiros em Teresina; vizinhos acusam policiais de ação abusiva — Foto: Arquivo pessoal

O caso gerou comoção entre os moradores da região que afirmaram ao G1 que os animais foram mortos pela Polícia Militar. Uma das testemunhas relatou que os cães estavam dentro de casa e que os proprietários iriam prendê-los para os policiais fazerem as buscas. Entretanto, segundo o relato do popular, um dos policiais subiu no muro e matou os cães.

A corporação negou a acusação e informou que um homem suspeito de praticar assaltos e que estava armado no momento foi o responsável por matar os cães. “PM-PI comunica ainda, que a informação de que cães foram atingidos pelos policiais no momento da ação é improcedente, pois os disparos efetuados foram realizados pelo indivíduo de alcunha “piqui”, que já possui diversas prisões efetuadas”, alega a PM por meio de nota.

Por Maria Romero e Laura Moura

Fonte: G1

Cães são mortos a tiros dentro de casa durante perseguição policial em Teresina, PI

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.