Coruja tem parte de asa amputada após ser atropelada em Ilha Comprida, SP

Coruja tem parte de asa amputada após ser atropelada em Ilha Comprida, SP
Coruja teve parte da asa esquerda amputada após ser atropelada em Ilha Comprida, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de Ilha Comprida

Uma coruja da espécie mocho-diabo (Asio stygius) teve parte da asa esquerda amputada após ser atropelada em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. O acidente envolvendo o animal ocorreu na noite desta quarta-feira (3), na Avenida Beira Mar, no bairro Balneário Kennedy. A ave foi resgatada e encaminhada para Divisão Municipal de Zoonoses da cidade, onde segue em tratamento.

De acordo com a prefeitura, o animal foi resgatado por voluntários do grupo SOS Pinguim, após um morador acionar um guia de observação de aves, que o encaminhou ao Corpo de Bombeiros, onde passou a noite. A coruja sofreu rupturas em sua asa esquerda devido ao atropelamento e foi levada para atendimento especializado.

Após limpeza no local do ferimento, desinfecção e amputação de parte da asa, procedimentos feitos pelo médico veterinário Ricardo Birolli Coutinho, a coruja passou a ser monitorada até sua recuperação. Posteriormente, ela será encaminhada a um santuário de animais.

A prefeitura explica que o veterinário responsável pelo tratamento da coruja informou que a amputação foi necessária em razão da gravidade da situação, inclusive, porque o animal teve um osso exposto.

Segundo o técnico florestal e ambiental Cristian Negrão da Silva, presidente do grupo SOS Pinguim, já foi preparado um espaço especial para a coruja na área do horto municipal. Conforme explica, a espécie mocho-diabo, que tem hábitos noturnos, tem o nome popular associado à cor vermelho-brilhante dos olhos ao refletir a luz incidente, e também às penas eretas na cabeça, que lembram dois chifres.

Coruja teve rupturas na asa esquerda devido ao atropelamento e teve atendimento especializado. — Foto: Divulgação/Prefeitura de Ilha Comprida

Fonte: G1