Corumbá (MS) confirma seis casos de raiva em cachorros

Corumbá (MS) confirma seis casos de raiva em cachorros

Cinco apresentavam sintomatologia neurológica, ou seja, a chamada ‘raiva furiosa’.

MS corumba raiva1

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou mais quatro casos de raiva animal em Corumbá, totalizando seis só neste ano. A doença foi detectada laboratorialmente em cães encontrados nos bairros Aeroporto, Cristo Redentor, Universitário e em um bovino, no assentamento Tamarineiro II.

Em 2015, seis casos da endemia já foram detectados na cidade. No mês de março, outros dois cães atestaram positivamente para a doença nos bairros Nova Corumbá e Popular Nova. Houve agressões em pessoas e todos já iniciaram o protocolo preventivo (soro + vacina).

Os animais, de acordo com o levantamento feito pela equipe de Vigilância em Saúde da Prefeitura, eram semi domiciliados e não domiciliados, na faixa etária de 3 meses a 3 anos, sendo que cinco apresentavam sintomatologia neurológica (raiva furiosa) e um cão teve o comportamento compatível com a raiva paralitica (sintomatologia leve).

Medidas de Controle – O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) já providenciou o bloqueio de foco nos bairros onde os animais foram localizados, realizando vacinação no raio preconizado. Também foi feita a busca ativa de pessoas que tiveram contato com os animais, seguido de tratamento dos mesmos.

A captura de cães não domiciliados e a ampla divulgação sobre o ocorrido nos meios de comunicação foi intensificada desde o mês passado. A Prefeitura orienta que os tutores de animais de cães e gatos, mantenham os mesmos em suas residências e que atente quanto à vacinação antirrábica, levando o animal no CCZ ou facilitando o acesso dos agentes de endemias que estarão realizando a vacina casa a casa em todos os bairros da cidade.

Em caso de agressão de animais, lavar o local com água e sabão e procurar uma unidade de saúde urgente. (Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de Corumbá)

Fonte: Diário Digital 

Nota do Olhar Animal: Que nenhuma autoridade incompetente venha propor ou executar políticas de extermínio. Raiva se controla com esterilização, vacinação, informação.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.