Criada, em Cerro Largo (RS), a associação de Defesa dos Animais – Animania

Criada, em Cerro Largo (RS), a associação de Defesa dos Animais – Animania

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde( OMS)  existem, no Brasil, quase 200 milhões de bichos abandonados. E no município de Cerro Largo a situação não é diferente. A cada dia se observa mais cães e gatos abandonados, alguns em terríveis condições de saúde, animais que sofrem maus-tratos, e práticas indiscriminadas de envenenamento anônimos dos cães e gatos.

Para minimizar esta triste realidade, um grupo de cidadãos cerro-larguenses resolveu reagir e concretizar o desejo de muitos defensores dos animais. Foi criada em Cerro Largo a Associação De Defesa Dos Direitos dos Animais – a Animania. A reunião de aprovação do texto final do Estatuto da nova entidade aconteceu na quarta-feira, dia 15 de fevereiro de 2017, iniciando o processo para conseguir o CNPJ e oficializar a Associação. O grupo está atuando há meses na defesa e resgate dos animais abandonados, além de lutar contra a prática de envenenamento, mas decidiu acelerar o processo de oficialização da Asssociação para poder apresentar projetos que garantam  ajuda financeira de entidades públicas e privadas.

A  Animania, que  já conta com página no facebook( animaniacerrolargo) e  site( www.animaniacerrolargo.com), começa agora a etapa de conquistar  novos associados e voluntários para auxiliarem no resgate e cuidados aos animais abandonados e que sofrem maus-tratos no município de Cerro Largo, além de ajudarem a encontrar novos lares para esses animais. O interesse mais urgente do grupo é conseguir uma área, por doação ou comodato, para construir um Canil/Gatil, para depois, em uma etapa posterior, com  o apoio da sociedade e das autoridades instalar no local  uma clínica veterinária o que permitirá  oferecer os animais para adoção já esterilizados/ castrados,  garantindo o controle populacional e diminuindo o abandono.

Recursos para despesas 

Por ser uma entidade sem fins lucrativos, para conseguir sustentar suas atividades, a Associação, que dará atenção especial aos cães e gatos, mas não deixará de ajudar outros animais em risco, precisará contar com o apoio, inclusive financeiro, da sociedade, e da atuação de voluntários e dos associados. Ficou estabelecido que, neste primeiro ano de existência, a mensalidade a ser cobrada dos associados será de RS 20,00, e associados   menores de idade que queiram contribuir pagarão RS 10,00, além de contribuições financeiras que serão solicitadas com a colocação de caixinhas de doações em diversos estabelecimentos comerciais na cidade. “O dinheiro arrecadado nos ajudará a pagar os  tratamentos dos animais que estamos recolhendo e que precisam vacinas, vermífugos e até mesmo castração”, explicou Kathleen Hoff  que está trabalhando na divulgação das atividades da Animania. “Estamos aceitando desde já ração para cães e gatos, vermífugos e vacinas, além de ajuda financeira para a esterilização/castração dos animais que já estão sendo recolhidos por protetores independentes e que precisam de ajuda”, lembrou Kathleen.

Além de recolher os animais em risco, a Associação pretende trabalhar em diversos projetos para garantir o bem estar dos animais.  Serão desenvolvidas campanhas sócios-educativas, com palestras nas escolas e comunidades, para uma maior  conscientização contra o abandono dos animais, incentivo à adoção e cuidados básicos com os bichos, sempre lembrando que abandono e maus tratos é considerado crime passível de prisão e multa.  Nas campanhas e luta por um  abrigo oficial para os animais recolhidos, a Animania espera contar com o apoio das entidades sociais de Cerro Largo. “Nosso objetivo é conseguir um lar amoroso e definitivo para os animais abandonados. Porém, enquanto procuramos tutores responsáveis dispostos a adotar, precisamos ter um canil/gatil para abrigar os animais recolhidos que vão passar por uma triagem veterinária e receber os cuidados e tratamentos necessários”, explicou Marcia Lauermann que coordenou o trabalho de elaboração do Estatuto da entidade.  A Associação, inclusive, já está buscando apoio do Legislativo e do Executivo para desenvolver algumas  ações previstas pela  entidade. Na próxima reunião da Associação, em data ainda a ser definida, e que será divulgada pelas páginas do Animania, será escolhida a primeira diretoria da entidade.

Por Rosângela Zorzo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.