Criador de galos de briga é multado em R$ 26,5 mil por maus-tratos em Jutí, MS

Criador de galos de briga é multado em R$ 26,5 mil por maus-tratos em Jutí, MS

PMA encontrou 53 aves, sendo 3 galos da raça ‘índio’, utilizados em brigas. Delegado disse que animais eram mantidos em pequenas gaiolas.

MS Juti criador galos multa1

Um criador de galos de briga, de 54 anos, foi multado em R$ 26,5 mil pela Polícia Militar Ambiental (PMA) por maltratar as aves. O crime aconteceu em Jutí, cidade a 302 quilômetros de Campo Grande, e, segundo o delegado responsável pelo caso, Benjamin Lax, alguns animais eram mantidos em gaiolas muito pequenas.

O flagrante foi nessa quarta-feira (5). Na propriedade do suspeito foram encontradas 53 aves, sendo 40 galinhas e 13 galos da raça ‘índio’. Animais dessa raça são utilizados em rinhas.

MS Juti criador galos multa2

De acordo com a PMA, os animais tinham lesões na cabeça, com características de que eram utilizados em briga, além de que as esporas das aves foram arrancadas. As aves e 22 gaiolas de madeira e ferro foram apreendidas. À polícia, o suspeito disse que já teve local de rinhas de galo.

Lax disse ao G1 que o suspeito foi encaminhado para a delegacia e depois liberado, já que o crime é considerado por lei como “de menor potencial ofensivo”.

“No local não tinha brigas de galos, ou indícios de que tinham brigas. Tinham vários animais em gaiolas muito pequenas e galos da raça ‘índios’ que são usados para a pratica de brigas de galo”, frisou o delegado.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Jutí, como praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.