Criador de ovelhas é condenado por crueldade contra animais na Austrália

Criador de ovelhas é condenado por crueldade contra animais na Austrália
Foto: Sheep Central

Um criador de ovinos no norte do estado de Vitória, na Austrália, foi condenado a mais de US$ 76.000 em multas e custas por várias acusações de crueldade contra animais no Tribunal de Magistrados de Shepparton.

O produtor Anthony Gleeson foi condenado por várias acusações de crueldade contra animais e crueldade agravada no Tribunal de Magistrados de Shepparton, no dia 29 de setembro.

Após uma audiência contestada de quatro, Anthony Gleeson foi condenado e multado em US$ 50.000 e mais outros montantes equivalentes a US$ 26.384,41 pelo departamento.

O juiz também impôs uma ordem correcional comunitária de 15 meses para a realização de 150 horas de trabalho comunitário não remunerado e emitiu uma ordem condicional de cinco anos exigindo que o Sr. Gleeson garanta o bem-estar de seu rebanho, a ser monitorado periodicamente pela produtora de alimentos e fibras Agriculture Victoria.

O Sr. Gleeson foi considerado culpado de 26 acusações de crueldade agravada relacionadas a 26 ovelhas gravemente incapacitadas em sua propriedade em 2019. Em alguns casos, as ovelhas ficavam atoladas na lama ao redor de barragens enquanto tentavam chegar à água e eram predadas vivas por corvos ao mesmo tempo, disse a Agriculture Victoria.

O Sr. Gleeson também foi considerado culpado de mais duas acusações de crueldade relacionadas a um rebanho de aproximadamente 750 ovelhas que não tinham acesso seguro até a água potável e padeceram de dores e sofrimentos excessivos, como resultado da falha do Sr. Gleeson em não assegurar uma supervisão adequada.

O gerente de compliance da Agriculture Victoria, Daniel Bode, disse que as ovelhas não recebiam acesso seguro à água, além de não terem uma supervisão adequada, o que não deixou nenhuma alternativa aos funcionários da AV a não ser a eutanásia de vários animais.

O juiz observou que o bem-estar animal deve ser a pedra angular de um negócio comercial e a seca não pode ser invocada como uma desculpa, já que não há perdão para o que esses animais suportaram.

O juiz também disse que o infrator levou à incapacidade grave dos animais, que tiveram de ser eutanasiados, e outros foram deixados ao comportamento predatório enquanto vivos e vulneráveis às intempéries. Ao mesmo tempo, o Sr. Gleeson não demonstrou remorso ou aceitação de sua responsabilidade, disse o juiz.

O Sr. Bode disse que, além da evidente dor e do sofrimento dos animais, as violações do bem-estar animal podem colocar em risco a reputação da Victoria, como produtora humana e responsável de alimentos, o que pode afetar todos os produtores.

“Este é um lembrete a todos os criadores de rebanhos de que a crueldade contra os animais não será tolerada pelo Governo ou comunidade de Victoria.”

Qualquer pessoa que deseje fazer uma denúncia específica em relação ao bem-estar dos rebanhos pode entrar em contato com a Agriculture Victoria em 136 186 ou [email protected].

Tradução de Aline Amorim

Fonte: Sheep Central

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.