CRMV vai apurar conduta de médicos veterinários que estavam com animais silvestres

O Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) se manifestou sobre o caso envolvendo a apreensão de 70 animais silvestres nesta segunda-feira (6), em uma clínica veterinária, no bairro Batel, em Curitiba.

Em nota encaminhada à rádio CBN Curitiba, o Conselho informou que solicitou à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) informações referentes à ação que culminou com a apreensão dos animais.

Segundo a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, Entre os animais, estavam aves, cobras, aranhas, algumas espécies de iguanas, jabutis, macacos, lagartos, coruja, papagaio.

Segundo o CRMV, o ofício foi encaminhado na manhã desta terça-feira (7) para a Delegacia e o Conselho aguarda a manifestação oficial para apurar possíveis infrações éticas cometidas pelos profissionais envolvidos bem como irregularidades no estabelecimento.

O Conselho também afirmou que faz vistorias periódicas e ressaltou que a clínica investigada já foi fiscalizada anteriormente.

Além disso, será aberto um processo ético para analisar a situação dos profissionais autuados, onde eles podem sofrer sanções administrativas que, inclusive, pode ocasionar até a perda da carteira profissional pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Por William Bittar

Fonte: CBN Curitiba


Nota do Olhar Animal: Lamentavelmente, o que costuma prevalecer é o corporativismo e a impunidade. Acompanhemos a atuação do CRMV em mais este caso.

Polícia estoura ‘zoológico’ clandestino em veterinária de bairro nobre de Curitiba

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.