Defensores de animais dizem que Grécia acoberta abuso de burros em Santorini

Defensores de animais dizem que Grécia acoberta abuso de burros em Santorini

A organização de proteção dos animais Peta acusou autoridades da Grécia de acobertarem o que chamou de tratamento “cruel” de burros na popular ilha de Santorini e de impedir seus esforços para chamar atenção para seu sofrimento.

Famosa por seus crepúsculos, a ilha vulcânica atrai milhões de turistas por ano.

Burros e mulas são uma forma tradicional de transporte, mas a Peta diz que eles são forçados a carregar visitantes e bagagens por colinas íngremes quando teleféricos estão disponíveis.

A Peta, que publicou filmagens de 2018 que mostram animais sendo açoitados com varas e sobrecarregados, acusaram as autoridades locais de barrar sua campanha em ônibus e táxis, que mostra um burro exausto ao lado das palavras “Burros Sofrem pelos Turistas. Não os Montem”.

“As autoridades gregas deveriam estar reagindo e impedindo que os burros sejam usados até a exaustão em Santorini, não acobertando a crueldade de forçá-los a carregar cargas pesadas de turistas”, disse Elisa Allen, diretora da Peta, em um comunicado.

O grupo disse que cerca de 100 dos 2 mil burros e mulas da ilha estão sendo usados para passeios turísticos.

O prefeito de Santorini, Nikos Zorzos, disse que as autoridades respeitam a lei grega, que protege os animais, e que “várias organizações” os consideraram em boa saúde.

“Nós nos importamos com seu bem-estar”, disse Zorzos à Reuters, acrescentando que a municipalidade não tem jurisdição sobre nenhuma campanha em ônibus e táxis.

Por Angeliki Koutantou

Fonte: Extra

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.