Denúncias de maus-tratos a cão levam Codevida a prédio na Epitácio Pessoa, em Santos, SP

Denúncias de maus-tratos a cão levam Codevida a prédio na Epitácio Pessoa, em Santos, SP

De acordo com a vizinhança, morador costuma agredir o animal. Órgão diz que ele será multado.

SP Santos maustratos cao

Denúncias de maus-tratos a um cachorro de 3 meses levaram a Coordenadoria de Proteção à Vida Animal de Santos (Codevida) a um prédio na Avenida Epitácio Pessoa, no Embaré, na manhã desta quinta-feira (27).

Segundo a coordenadora do órgão, Leila Abreu, um homem, tutor do animal, vinha sendo alvo de reclamações de vizinhos, que relatavam histórico de agressões ao cão. Há alguns dias, um vídeo chegou a ser gravado por uma moradora, em que é possível ouvir o cão chorando.

A confusão se agravou quando, na manhã desta quinta-feira (27), telefonemas à Codevida informavam que o homem teria voltado a agredir o cão. Representantes da coordenadoria se dirigiram ao local para verificar as denúncias e o homem desceu com o animal, afirmando que não o agride.

Ainda segundo Leila, o cão, sem raça definida, não apresentava sinais de maus-tratos. Entretanto, o animal, quando a Reportagem de A Tribuna chegou ao local, já havia sido levado.

Apesar do cão não aparentar ser vítima de agressões, Leila informou que o tutor do animal será multado em R$ 5 mil, com base nas imagens do vídeo.

Já o homem justificou que, nas cenas, estava batendo com um jornal na parede da casa para repreender o cão, que tentava comer uma planta. Ele afirmou, ainda, que vai registrar boletim de ocorrência alegando furto do animal.

Fonte: A Tribuna

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.