Denúncias de maus-tratos aos animais devem ser repassadas para a Vigilância Sanitária, em Xanxerê, SC

Denúncias de maus-tratos aos animais devem ser repassadas para a Vigilância Sanitária, em Xanxerê, SC

Ainda em agosto, a Prefeitura de Xanxerê efetivou os atendimentos do Programa de Controle de Zoonose. Durante o primeiro mês de implantação foram realizados 63 procedimentos, entre exames, consultas e cirurgias de castrações, o que corresponde a nove animais, entre cães e gatos atendidos.

Realdo Tavares, coordenador Administrativo do Campus II da Unoesc Xanxerê, comenta que os animais atendidos no primeiro mês, estavam recebendo cuidados do Grupo Bem Estar Animal. “Os animais estavam bem debilitados e vários precisaram ficar internados. Mas todos foram atendidos”.

As denúncias de maus-tratos devem ser repassadas para a Vigilância Sanitária, a qual fará os encaminhamentos através de visita in loco, laudo socioeconômico e depois disso o animal será encaminhado ao Hospital Veterinário. “Para receber o atendimento, o animal deve ser encaminhado para o hospital por meio da Vigilância Sanitária”, disse Tavares.

Em caso de urgência, a Vigilância Sanitária deve ser acionada e dará os encaminhamentos para os atendimentos de urgência e emergência. Para denúncias e outras informações, o contato pode ser feito através do site da Prefeitura de Xanxerê, através do link maus-tratos aos animais é crime (clique AQUI).

A efetivação do Programa de Controle de Zoonose ocorreu por meio de licitação. A empresa vencedora foi a Fundação Universidade do Oeste de Santa Catarina (Funoesc). O valor do repasse será de R$ 72 mil pelo período de 12 meses, equivalente a R$ 6 mil mensais. O contrato vai de julho de 2018 a junho de 2019.

Por Alessandra Bagattini

Fonte: Lance Notícias

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.