Depois do enorme clamor internacional, mamíferos marinhos são libertados da 'prisão' ilegal de baleias na Rússia

Depois do enorme clamor internacional, mamíferos marinhos são libertados da ‘prisão’ ilegal de baleias na Rússia

No final de 2019, ativistas dos animais descobriram uma “prisão” ilegal de baleias na Rússia. Havia 90 belugas e 12 orcas mantidas em cativeiro em pequenas piscinas lotadas ao largo da costa do Extremo Oriente Russo. Quando os ativistas de direitos dos animais expuseram esta instalação cruel, celebridades como Pamela Anderson e Leonardo DiCaprio suplicaram a Putin para interferir e libertar os animais marinhos que foram tirados de seus lares na natureza. Felizmente, funcionou. Desde então, o governo Russo tem trabalhado com organizações como o Whale Sanctuary Project para libertar os animais de volta na natureza.

Duas orcas e seis belugas foram liberadas em junho, e mais 14 belugas foram liberadas em setembro. Foi anunciado que as 61 baleias restantes seriam liberadas antes do inverno. Estamos felizes de anunciar que isto aconteceu oficialmente. Só recentemente, o governo russo libertou as últimas baleias em cativeiro de volta à natureza!

De acordo com o jornal online Radio Free Europe, um instituto de pesquisa federal russo disse que as últimas 31 baleias belugas foram “libertadas na natureza na Baía da Assunção na costa sul do sul do Krai de Primorie, no Mar do Japão no dia 10 de novembro.

Há ainda preocupação com o bem-estar dos animais entre os especialistas em cetáceos. O Whale Sanctuary Project, que trabalhou com o governo para a liberação dos animais, disse que os planos do governo Russo para libertar as baleias não foi o ideal. Eles expressaram esperança de que as baleias seriam monitoradas após serem libertadas para checar o seu bem-estar e evitar a caça furtiva por navios de pesca norte coreanos que operam na área da libertação planejada. Não está claro se as baleias serão monitoradas, mas são boas as notícias de que o governo trabalhou para libertá-las e as soltou na natureza aonde elas pertencem.

Acredita-se que as baleias nesta “prisão” foram retiradas da natureza para serem enviadas a parques marinhos. Nestes lugares, os animais marinhos sofrem imensamente. Eles pertencem à natureza e nadam longas distâncias todos os dias com seus grupos. Para aprender mais sobre  por que o cativeiro é tão ruim para os animais marinhos, veja os artigos Aqui está o por que não deveríamos nunca esquecer sobre o que “Blackfish” era de verdade,  Esta imagem fará você nunca mais querer visitar um zoológico ou parque marinho de novo e Ignore os circos, parques marinhos e zoológicos: aqui estão dez formas humanas de interagir com a vida selvagem.

Para ajudar mais animais marinhos, verifique o artigo Como você pode ajudar o Whale Sanctuary Project a construir um santuário para baleias resgatadas do cativeiro!

Para mais artigos sobre animais, Terra, vida, comida vegana, saúde e receitas publicados diariamente, inscreva-se no boletim informativo One Green Planet! Também não se esqueça de baixar o aplicativo Food Monster no iTunes, com mais de 15.000 receitas deliciosas é a maior fonte de receitas sem carne, veganas e antialérgicas para ajudar a reduzir sua pegada ambiental, salvar animais e ficar saudável!

Finalmente, ter financiamento do público nos dá uma chance maior de continuarmos a lhe fornecer conteúdo de alta qualidade. Por favor, considere nos apoiar fazendo uma doação!

Por Sharon Veja / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.