Deputado eleito quer acabar com vaquejadas na BA

Após a notícia da aprovação do Projeto de Lei que reconhece a vaquejada como parte do Patrimônio Cultural Imaterial do Estado da Bahia, na noite desta quarta-feira (19), o deputado estadual eleito pelo Partido Verde, Marcell Moraes, disparou contra a bancada ruralista da Assembleia Legislativa (ALBA).

Conhecido pelo engajamento em prol da defesa dos animais, o ambientalista havia anunciado que um dos seus primeiros objetivos na ALBA seria lutar para dar fim aos maus tratos realizados durantes as festas de vaquejadas. “Eles estão com medo. Aprovaram um regulamento na calada da noite porque estão fugindo do debate. Devem estar sendo pressionados pelos empresários que promovem esses eventos, que em muitas vezes são financiadores de campanhas eleitorais. Por isso correram para aprovar essa Lei que autoriza na Bahia a crueldade e práticas tão brutais contra os animais”, enfatizou.

Apesar da aprovação do dispositivo de autoria do deputado Adolfo Viana (PSDB), Marcell Moraes reiterou o compromisso de lutar contra a realização e divulgação de vaquejadas, touradas, rodeios e qualquer outro evento que exponha os bichos a maus tratos, crueldade ou sacrifícios no estado.

“Não vou retroceder nem um milímetro da nossa luta contra esse show de horrores. Meus votos não foram comprados e a sociedade vai saber reconhecer. Assumirei em fevereiro e não descansarei até construir uma Bahia que respeite toda forma de vida. Aos que enriquecem com essa prática absurda, dou o recado de que a Assembleia Legislativa terá um protetor de animais que não desistirá do que acredita. Maltratar animais é crime e não vou medir esforços para aumentar a pena de quem realiza esse tipo de atrocidade”, completou Marcell.

Fonte: Tribuna Feirense

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.