Deputado federal pede cassação do vereador de João Pinheiro (MG) que defendeu maus-tratos a animais de rua

Deputado federal pede cassação do vereador de João Pinheiro (MG) que defendeu maus-tratos a animais de rua
O deputado Fred Costa afirmou ter ficado horrorizado com a fala do vereador. ( Foto: JP Agora )

A fala do vereador de João Pinheiro Eli Correa (DEM) defendendo maus-tratos a animais abandonados fez com que ele entrasse na mira do deputado federal Fred Costa, que pede a cassação de seu mandato. Em reunião da Câmara da cidade na segunda-feira (19), Eli chegou a afirmar que “se passar em cima de cachorro, nem olho para trás”.

Fred Costa (Patriota-MG) é o autor da Lei 1.095/2019, conhecida como Lei Sansão, que prevê o aumento na pena de pessoas que praticarem maus-tratos contra animais domésticos ou silvestres. Em entrevista ao site JP Agora, o deputado afirmou ter ficado horrorizado com a fala do vereador.

“Como autor da Lei Sansão, não posso admitir em hipótese alguma os maus-tratos e, principalmente, partindo de um vereador”, disse o político. “Ele não só dá um péssimo exemplo como demonstra que não pode exercer a função de parlamentar. Ele está completamente desconectado da realidade mundial e desafia toda a sociedade no momento em que incita a prática de matar cães.” 

Em publicação no seu Instagram, Fred Costa afirmou que já emitiu uma representação junto ao Ministério Público e uma denúncia na Polícia Civil contra o vereador baseado na Lei Sansão. A ação foi tomada em parceria com o deputado estadual Delegado Bruno Lima (PSL-SP).

“Também estamos direcionando ofício para Câmara Municipal de João Pinheiro solicitando abertura de processo interno, enviando o caso para comissão de ética clamando pela cassação do mandato do legislador Eli Corrêa”, acrescentou Fred na postagem.

Entenda o caso

Veja também“Se eu passar em cima de cachorro nem olho para trás”, diz vereador de João Pinheiro
Na segunda-feira (19), os vereadores de João Pinheiro se reuniram na Câmara para discutir o projeto de lei 079/2021, proposto pelo vereador Cabo Vieira. O projeto pretende instituir, em abril, o mês de prevenção à crueldade contra os animais em João Pinheiro – MG, período em que as escolas seriam recomendadas a conscientizarem seus alunos sobre a Lei Sansão, assim como a realizarem projetos para prevenir os maus-tratos.

Depois de uma fala inicial de Cabo Vieira, Eli Correa pediu a palavra e se mostrou contra a aprovação do projeto de lei. O vereador iniciou sua fala dizendo que já viu três pessoas morrerem por leishmaniose em Ruralminas, doença infecciosa que se hospeda em cães, como início de justificativa para o que viria a seguir. “Na Ruralminas eu vi três pessoas morrerem por problema de leishmaniose de cachorro e gato. Lá em casa tem dois e eu não tive coragem de matar, já arranjei um para matar” disse Eli Corrêa, se referindo possivelmente a seus animais de estimação que supostamente estão contaminados com a leishmaniose.

O vereador segue generalizando a situação, relacionando todo o problema que envolve cachorros de rua a problemas de zoonose para defender a ação da carrocinha. “Cachorro na rua tem é que matar, cachorro em rua do jeito que vemos por toda banda, com problema e doença, amontoado, trazendo doença para população. Quando tinha uma carrocinha de cata cachorro, doente morrendo, só ficava aquele que tinha certeza que era saudável, o resto morria tudo.”

Eli Corrêa continua defendendo o porquê é contra o projeto, o qual tem como objetivo única e exclusivamente a ideia de conscientizar a população sobre a lei federal que protege os animais e pune quem maltrata. Apesar disso, o edil chegou a dizer que, caso atropelasse um cachorro, nem olharia para trás. “Cachorro de rua para mim é perder tempo. Eu, se passar por cima de um cachorro, nem olho para trás, penso que não tem dono.”

O vídeo da reunião repercutiu negativamente pelo Brasil. Famosos como Xuxa Meneghel, Luisa Mell e o ex-BBB Arcrebiano Araújo repudiaram a fala de Eli Correa nos comentários das publicações dos deputados.

Por Luís Fellipe Borges

Fonte: Patos Hoje

‘Se eu passar em cima de cachorro nem olho para trás’, diz vereador que defende matança em João Pinheiro, MG

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.