‘Descartados como lixo’: filhotes de gatos são cruelmente abandonados na Grande Florianópolis

‘Descartados como lixo’: filhotes de gatos são cruelmente abandonados na Grande Florianópolis
Filhotes foram resgatados da morte em Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Reprodução/ND

Um ato de crueldade contra animais chocou o município de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis. Três filhotes de gatos foram encontrados abandonados em um saco de lixo na rua Francisco Turnes, no bairro Sul do Rio.

O animais foram resgatados pelo estudante de Educação Física Vithor Avoir que, ao se deparar com a cena, não hesitou em prestar ajuda. O jovem os encontrou na calçada prontos para morrer e registrou o ocorrido nas redes sociais.

Vithor acionou a graduanda de Medicina Veterinária Ana Matts buscando assistência para garantir o bem-estar dos animais. Conforme a estudante, eles estavam sujos, molhados e visivelmente assustados.

Trio de gatos se recupera para adoção

Ana Matts, ao avaliar os gatos, confirmou que, apesar das condições adversas em que foram encontrados, estavam surpreendentemente saudáveis. Iniciou-se então um processo de cuidados essenciais, incluindo banho, alimentação, água e protocolo de vermifugação.

“Agora, estamos aguardando que atinjam 1 kg para prosseguir com a vacinação”, explica a estudante.

Ana destaca que, assim que os gatos começarem a se alimentar de ração seca, serão encaminhados para adoção. Até lá, eles permanecerão sob os cuidados dela em sua residência.

A estudante salienta que o processo de adoção será intermediado por uma ONG, onde interessados poderão adotar os felinos mediante alguns critérios e assinatura do Termo de Responsabilidade, assegurando que os animais encontrem lares amorosos e responsáveis.

Abandono de animais é crime?

Abandono de animais se qualifica em crime de maus-tratos, segundo a Polícia Civil de Santa Catarina. As penalidades variam entre pena de reclusão, além de multa e proibição da guarda do animal.

Os crimes cometidos contra gatos ou cães podem gerar pena de 2 a 5 anos.

Em situações de flagrante ou ocorrência, a população pode contribuir registrando denúncias em qualquer delegacia de Santa Catarina, por meio da Delegacia Eletrônica ou pelo telefone 181, sendo possível manter o anonimato durante o processo.

Por Ada Bahl

Fonte: ND+

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.