Desumano e cruel: homem é preso em Cabo Frio (RJ) por maus-tratos a animais após denúncia

Desumano e cruel: homem é preso em Cabo Frio (RJ) por maus-tratos a animais após denúncia

Em uma operação que abalou os corações dos envolvidos, a Polícia Civil da 126ª DP de Cabo Frio, sob o comando do dr. Carlos Eduardo Pereira Almeida, atendeu a um chamado da vereadora Carol Midori e descobriu um cenário devastador de maus-tratos a animais no Condomínio Bosque do Pero, no bairro Guriri.

Ao chegarem ao local, os policiais encontraram vários animais em situações deploráveis. Pássaros mortos em gaiolas, cães famintos e, de forma ainda mais chocante, um filhote de porco já em estado de decomposição. Segundo vizinhos, o proprietário teria deixado os animais sem comida ou água, e de forma cruel, teria abandonado o porco para ser atacado e morto pelos cães.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carol Midori Protetora (@carolmidoriprotetora)

A triste cena, que trouxe à tona as atrocidades cometidas contra esses seres indefesos, gerou uma onda de indignação entre os policiais e a equipe de resgate. “Hoje, meu coração partiu ao testemunhar o sofrimento desse filhote de porco e de todos os outros animais que estavam no local. Não consigo compreender como alguém pode ser tão cruel”, desabafou a vereadora Midori, que também destacou a inteligência e sensibilidade dos porcos, citando Clotilde, sua porca resgatada que estava destinada ao abate.

 

Após o resgate dos animais sobreviventes, a equipe policial conseguiu localizar e prender o responsável pelo local. O indivíduo, que tinha viajado para Minas Gerais e afirmou ter voltado para alimentar os animais, agora responderá por seus crimes.

Desumano e cruel: homem é preso em Cabo Frio (RJ) por maus-tratos a animais após denúncia

O triste episódio traz à luz a importância de políticas públicas mais rigorosas e conscientização sobre os direitos dos animais. Casos como este reforçam a necessidade de uma sociedade mais informada e empática, onde tais atos de crueldade sejam veementemente condenados e punidos.

Fonte: RLagos Notícias