Detentos em Venâncio Aires (RS) também constroem casinhas para cães sem lar

Detentos em Venâncio Aires (RS) também constroem casinhas para cães sem lar

Por Vanessa Behling

O projeto ‘Cão também quer casa, construindo casas e reconstruindo vidas’ nasceu há cerca de três semanas no Presídio Estadual de Venâncio Aires (Peva). Dois apenados estão construindo casas para cachorros. Na primeira semana foi feita a entrega de duas delas à Organização Não-Governamental Amigo Bicho. Uma delas já está sendo habitada por Molly, uma vira-lata resgatada da rua na noite de sábado, 23, com sarna demodécica e que agora passará por tratamento, para depois ser disponibilizada para adoção.

De acordo com a técnica superior penitenciária, a psicóloga, Rosiléia Schwengber, a ideia surgiu a partir do projeto idêntico já existente no Presídio Regional de Pelotas. Após apresentar a proposta na Peva, dois detentos com experiência em marcenaria abraçaram a causa e desde então vem se dedicando a atividade. ‘Conversamos com as voluntárias da ONG e como elas tinham a necessidade e nós a mão de obra, então fechou-se a parceria’, conta Rosiléia. As primeiras duas casinhas foram feitas a partir de material comprado por funcionários da Peva e doação de madeira.

Depois das duas prontas na primeira semana, outras duas já esperam ser retiradas. Além disso, a partir da reposição de material para a confecção, outras casinhas poderão ser construídas. A produção é rápida, em um dia pode ser feita uma casinha. Mas para isso, necessitam da doação de materiais, como madeiras, pregos e parafusos.

Os dois apenados realizam a construção em turno oposto ao trabalho de manutenção do presídio. A cada três dias trabalhados, há a redução de um dia de pena remida. Rosiléia conta que os detentos estão entusiasmados com o hobby. ‘A ideia das cores, dos desenhos é deles, ficam preocupados com os detalhes.
Percebe-se que estão bastante envolvidos e empolgados com a atividade. Após a entrega das primeiras casinhas, eles estavam super curiosos para saber como tinha sido a entrega, para onde iriam.’ O trabalho ainda é supervisionado pela técnica superior penitenciária, a Assistente Social, Débora Schonarth e o agente penitenciário, Cláudio Limberger.

RS detentos da Peva constroem casinhas caes sem lar2

De acordo com as voluntárias da ONG Amigo Bicho, as casinhas são encaminhadas para lares temporários, onde algumas pessoas abrem suas residências para abrigar, provisoriamente, animais recolhidos das ruas. Mas a ideia, de acordo com a voluntária Alessandra Ludwig, é futuramente, disponibilizá-las para os chamados ‘cão comunitários’, que seguem na rua, mas a comunidade os cuida com alimentação e higiene.

Vamos ajudar a construir?

Para que possam ser construídas novas casinhas, é necessário que sejam doados materiais como: pregos 15×15 ou 16×24; parafusos; madeiras, podem ser palets; tinta; telhas de zinco ou similares. Quer doar? Então ligue para (51) 9645-8884.

‘Os apenados compraram essa ideia, são os responsáveis diretos e sem eles, não seria possível’ – Rosiléia Schwengber / Técnica superior penitenciária

Fonte: Folha do Mate

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.