Disney falhou ao não instalar placas onde menino morreu arrastado por jacaré, critica PETA

Disney falhou ao não instalar placas onde menino morreu arrastado por jacaré, critica PETA

O People for Equal Treatment of Animals (PETA), maior organização de proteção animal do mundo, criticou a Disney após a morte de quatro jacarés durante as buscas pelo menino de 2 anos arrastado da beira de um lago por um animal na última terça-feira à noite.

Para a instituição, os animais estavam apenas “fazendo o que é natural para eles”. A presidente da PETA, Ingrid Newkirk, disse ao jornal britânico “Mirror” que o parque deveria ter colocado avisos. “A Disney, sabendo que havia jacarés na água, deveria ter instalado sinais de alerta porque não é novidade que os jacarés são predadores naturais. Agora, uma criança e quatro jacarés, que estavam fazendo apenas o é natural para eles, pagaram com suas vidas”, disse.

Newkirk ainda lembrou que as construções acabam diminuindo o habitat dos animais. “O preço de pavimentar o paraíso, colocar um estacionamento, é que parques de diversões, hotéis, centros comerciais, campos de golfe e rodovias têm diminuído o habitat dos animais selvagens que necessitam dele para sobreviver.

EUA Disney Peta morte menino jacare placas2

Menino foi arrastado por jacaré enquanto estava com o pai

Na terça-feira à noite, às 21h16, Lane Graves, de 2 anos, estava na beirada de um lago no Disney’s Grand Floridian Resort & Spa perto de Orlando, na Flórida, com o pai, quando foi atacado por um jacaré. Segundo a polícia, o pai tentou desesperadamente salvar o menino, mas não conseguiu. A mãe também entrou na água, mas o animal foi mais rápido que os dois que estariam acompanhados da filha de 4 anos.

EUA Disney Peta morte menino jacare placas3

O lago na Disney não tem placas alertando para a presença de jacarés. Há apenas uma sinalização de que é proibido nadar. Em abril, uma outra família foi perseguida por um jacaré no mesmo lago, mas eles não se machucaram. As buscas continuaram nesta quarta-feira, e quatro jacarés foram encontrados e sacrificados para tentar localizar o menino. Por fim, a polícia encontrou o corpo da criança intacto. As autoridades acreditam que ele morreu por afogamento após ser arrastado pelo animal.

Fonte: Extra

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.