Dois homens são presos capturando pássaros silvestres em parque da Grande BH

Dois homens são presos capturando pássaros silvestres em parque da Grande BH
Pássaros silvestres e armadilhas, apreendidos pela Guarda Civil de Contagem. — Foto: Herbert Cabral/TV Globo

Guardas Civis Municipais prenderam dois homens capturando pássaros silvestres no Parque Sapucaias, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, MG. Segundo os agentes, os homens, de 21 e 28 anos, estavam em uma área onde o acesso de pessoas é proibido.

A dupla havia montado um alçapão e tinha capturado dois pássaros coleirinhos e um canário da terra.

A Guarda Municipal também apreendeu pássaros na casa dos suspeitos. — Foto: Hebert Cabral/TV Globo

Os guardas foram até a casa dos homens e localizaram outros quatro pássaros da fauna silvestre. A dupla foi encaminhada para a delegacia por capturar e manter animais silvestres em cativeiro sem autorização.

Os homens disseram aos guardas que capturavam os animais para vender. Os pássaros ficaram em poder da Polícia Civil e vão ser devolvidos à natureza.

Os pássaros apreendidos serão devolvidos à natureza. — Foto: Divulgação/Guarda Civil de Contagem

Apreensão de animais silvestres aumenta em Minas Gerais.
 
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou um balanço do número de animais silvestres apreendidos nas rodovias Minas Gerais. Neste ano, de janeiro a outubro, foram apreendidos mais de 2.500 animais, número 170% maior do que o registrado em todo ano passado.
 
Vídeo: Crescem as apreensões de animais nas estradas de Minas Gerais.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal Aristides Junior atribui o aumento de apreensões ao fortalecimento das operações, fiscalizações e criação de grupos táticos de combate a esse tipo de crime.

O inspetor listou as espécies mais apreendidas: “No ano passado era mais comum apreendermos pássaros silvestres e papagaios. Neste ano, apreendemos muitas tartarugas”, explicou.

Por Júlio César Santos

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.