Dois meses após resgate, filhotes de cães ‘de raça’ apreendidos em ônibus na BA passam bem e estão em lares temporários

Dois meses após resgate, filhotes de cães ‘de raça’ apreendidos em ônibus na BA passam bem e estão em lares temporários
Após 2 meses de resgate, filhotes de cães de raça apreendidos em ônibus na BA passam bem e estão em lares temporários. — Foto: Reprodução/TV Bahia

Dois meses após resgate, os filhotes de cães de raça apreendidos em situação de maus-tratos dentro de ônibus em Barreiras, no oeste da Bahia, passam bem e estão em lares temporários.

Vídeo: como estão os cachorrinhos de raça apreendidos em Barreiras, na Bahia.

Segundo a médica veterinária Magda Cunha, dos 14 animais que foram recuperados na apreensão, 13 estão vivos. Um deles morreu por causa das condições de transporte irregular e questões de saúde.

Um dos filhotes cresceu bastante e foi nomeada como Nala. Ela é uma chow-chow apelidada pela bancária Danielle Malta, que foi uma das famílias que se disponibilizaram para serem lares temporários.

“Uma relação de amor e carinho, a adaptação dela foi super tranquila aqui em casa, brinca bastante com minha filha. Ao contrário do que muitas pessoas falam, que é um cão agressivo, ela é bem mansinha, calminha”, disse a bancária.

Danielle contou ainda, que pretende adotar Nala de forma permanente na família. “Cria uma relação de amor e afeto, ela já está bem entrosada com a família”, contou.

A médica veterinária Magda Cunha disse que o Ministério Público (MP-BA) ainda não se posicionou sobre a denúncia do caso, que aconteceu no dia 23 de outubro.

“Nós ainda não temos uma posição do Ministério Público, nós conversamos tem uns 20 dias com o delegado daqui de Barreiras e ele informou que já foi encaminhado ao MP toda a denúncia, mas nós não temos ainda uma posição. Esses animais ainda continuam em lares temporários”, explicou Magda.

O G1 entrou em contato com o Ministério Público (MP-BA) e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta. 

Caso

Catorze filhotes de cães das raças shih-tzu, chow-chow, dachshund, maltês e pastor que estavam em situação de maus-tratos foram resgatados de dentro do bagageiro de um ônibus, no dia 23 de outubro, na BR-242, trecho de Barreiras, oeste da Bahia. O motorista do veículo, de 41 anos, foi detido e levado para a delegacia da cidade.

A ação foi feita por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Km 800 da rodovia. Alguns animais, tinham cerca de 45 dias de vida, eram transportados em situação precária, dentro de caixas plásticas, e apresentavam cansaço e aparente desidratação. Além disso, os cães estavam ‘cobertos’ com fezes e urina.

O ônibus no qual os cachorros estavam saiu de Brasília (DF) e seguia para Parnaíba (PI), quando foi abordado por policiais que faziam fiscalização na região baiana.

Segundo a PRF, os cachorros foram encontrados durante revista no bagageiro do ônibus, onde os agentes sentiram forte odor característico de urina e fezes e encontraram quatro caixas plásticas que continham 10 cães amontoados. Outros quatro animais foram resgatados na cabine do motorista.

De acordo com a PRF, os cachorros estavam com a pelagem coberta de fezes e urina, confinados e aglomerados, o que dificultava a respiração, mobilidade e descanso dos animais. Além disso, a higienização nas caixas onde eles estavam era precária, a temperatura estava elevada e faltava iluminação e alimentação para os animais.

O homem foi autuado por crime de maus-tratos de animal doméstico, previsto na Lei Ambiental, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.