Veterinários donos de clínica são suspeitos de congelar animais mortos para cobrar mais diárias de donos — Foto: Reprodução/TV Globo

Dona de clínica veterinária na Grande BH suspeita de congelar animais mortos para cobrar mais diária é solta

A médica veterinária Franciele Fernanda Quirino Santos, sócia da clínica suspeita de congelar animais mortos para cobrar mais diárias de clientes, em Nova Lima, na Grande BH, foi solta na noite deste sábado (30). Ela estava foragida em São Paulo.

A titular da Delegacia Especializada em Investigação de Crime Contra à Fauna, Carolina Bechelany Batista da Silva, explicou que, a partir de uma investigação minuciosa localizou a veterinária em São Paulo, mas como havia um habeas corpus em favor de Franciele, a Polícia Civil esperou que a determinação judicial entrasse no sistema para que ela fosse solta efetivamente.

Franciele estava foragida desde o dia 22 de novembro, quando foi deflagrada a operação Arca de Noé. Contra a veterinária, havia um mandado de prisão temporária em aberto. A defesa de Franciele contestou a prisão.

Ainda de acordo com as investigações, na clínica Animed, na Região Metropolitana de BH, eram cometidos diversos crimes, como estelionato, associação criminosa e maus-tratos.

As apurações apontam que houve casos em que, quando o animal morria, o veterinário o congelava e não avisava ao dono sobre a morte por mais de uma semana.

Depois disso, o animal era descongelado e era aplicada uma injeção para retomar a condição do corpo simulando que a morte era recente.

No dia da operação (veja o vídeo ao fim da reportagem), o marido de Franciele, Marcelo Dayrell, também dono da clínica, foi preso.

Ele, porém, conseguiu ser solto nesta sexta-feira (29) por meio de uma liminar. De acordo com o advogado Frederico Tadeu Peixoto, Dayrell vai aguardar o julgamento do mérito do habeas corpus e responder em liberdade as acusações.

A defesa da veterinária afirmou que a prisão dela foi “ilegal e abusiva”, pois há uma liminar que impedia a prisão dela.

“Sendo assim, nada justifica essa medida abusiva. As providências jurídicas estão sendo tomadas e a defesa lamenta o descumprimento de uma ordem emitida pelo Tribunal de Justiça”, disse em nota.

VÍDEO: Clínica congelava animais mortos para continuar cobrando por internação

Por Fernando Zuba, TV Globo — Belo Horizonte

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.