Dono de um restaurante espanhol queima com ácido quatro gatinhos recém-nascidos

Dono de um restaurante espanhol queima com ácido quatro gatinhos recém-nascidos

O dono de um restaurante queria afugentar aos gatos e jogou neles um balde cheio de líquido corrosivo. Os gatos ficaram muito maltratados e o homem foi preso.

Por David Romero / Tradução de Alice Wehrle Gomide

O incidente ocorreu na noite do último domingo (24), de acordo com o relatório veterinário que o jornal RT teve acesso, no porto esportivo de Alicante, uma das regiões de veraneio mais populares da Espanha.

Ao que parece alguém tinha borrifado com algum tipo de ácido ou líquido muito corrosivo quatro filhotes de gato que estavam amamentando de sua mãe.

Espanha Alicante gatosacido 2

Todos eles sofreram queimaduras graves por todo o corpo, assim como úlceras na cabeça, pescoço, abdômen e extremidades. Um deles, o mais afetado, apresentava lesões nos olhos e no sistema digestivo, além da dificuldade respiratória, a qual precisou da aplicação de oxigênio.

O estado dos quatro gatinhos é grave e seu prognóstico é reservado devido à intensidade e extensão das queimaduras. A mãe dos gatinhos, que também ficou ferida e que estava perdida na região, foi recolhida e levada à outra clínica veterinária.

A Associação Felinos Lo Morant ficou responsável pelos gatinhos, e estão publicando a evolução de sua saúde no seu perfil do Facebook.

Espanha Alicante gatosacido 3

O presumido autor do incidente foi detido pela Polícia Nacional, que atendeu rapidamente após a ligação de vários cidadãos indignados pelo ocorrido, alguns deles testemunhas presenciais da agressão.

Um jornal local informou que “ao detido, que é dono de um conhecido restaurante da região, foi imputado um delito de maltrato animal e reconheceu que jogou um balde nos animais, mas que pensava que tinha água. O presumido agressor passou a noite do domingo na prisão da Delegacia e ontem foi solto depois de depor, embora o relatório da polícia será enviado para o tribunal, onde será determinado se será acusado do delito”.

No Facebook, após a profusão de mensagens de ódio contra o detido, a Associação Felinos Lo Morant pediu calma: “Pedimos prudência na hora de difundir o ocorrido, sinalizar à alguém ou pedir boicote. Vamos esperar que a polícia faça seu trabalho, e quando houver esclarecimento e tenhamos documentação que nos respalde, então empreenderemos todo tipo de ação. Levem em conta que, se não fazemos as coisa corretamente, podemos nos prejudicar e prejudicar a causa da defesa dos animais”.

Fonte: RT

MAIS NOTICIAS

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.