Dor e raiva: uma capivara morta com um tiro e outra ferida em Berazategui, Argentina

Dor e raiva: uma capivara morta com um tiro e outra ferida em Berazategui, Argentina
O corpo da capivara apresentava um furo de bala – Gentileza LaBuenaInfo

A justiça abriu uma investigação para apurar se é um episódio de maus-tratos a animal. As duas capivaras foram expulsas do ambiente em que estavam no início deste mês após uma queixa de vizinhos. Imagens fortes.

Duas capivaras, uma morta por um tiro e outra ferida por arma de fogo, foram encontradas fora de um clube na localidade bonaerense de Hudson, em Berazategui, de onde os haviam expulsado dias antes. A Justiça abriu uma abriu uma investigação para apurar se é um caso de maus-tratos a animal.

As autoridades foram alertadas na tarde de segunda-feira, dia 6, sobre os dois animais que estavam no limite entre o Parque Pereyra Iraola e o clube de campo Abril, localizado na cidade costeira. Ao chegarem, constataram que uma das capivaras não tinha sinais vitais e apresentava uma ferida que coincidia com o impacto de um projétil, enquanto a outra foi gravemente ferida, também com uma bala.

Com a aparição dos roedores baleados, três organizações ambientalistas apresentaram denúncias por maus-tratos a animal, o que motivou a Justiça a abrir uma investigação. Nesse sentido, a promotora Silvia Borrone realizou uma inspeção visual do perímetro e ordenou uma necrópsia na capivara para determinar a causa exata da morte.

O corpo estava no limite do Parque Pereyra Iraola – Gentileza LaBuenaInfo
FOTO 3 – A ferida de bala encontrada na capivara morta.

Simultaneamente, avança outra investigação: os vizinhos do bairro privado se queixaram semanas antes de que os roedores eram “invasivos” e, por isso, as autoridades do clube decidiram expulsá-los, embora não tenham tido sucesso com todos os animais, por que vários filhotes ficaram do outro lado da cerca e suas famílias dentro, o que poderia ser considerado maus-tratos.

Essa triste imagem, dos filhotes das capivaras esperando atrás da cerca para voltar para casa, viralizou nas redes sociais e provocou a polêmica.

Segundo explicação, a área da fauna da Província de Buenos Aires havia recomendado contratar uma empresa para retirar as capivaras ou abrir a grade para que elas fossem para a reserva, mas como não encontraram nenhuma que realizasse esse serviço, seguiram com a segunda sugestão, o que resultou na divisão das famílias de roedores.

Algumas capivaras expulsas – Gentileza LaBuenaInfo

Tradução de Bina Foloni 

Fonte: Crónica

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.