Duelo entre elefantes termina em caos completo em circo da Rússia

Duelo entre elefantes termina em caos completo em circo da Rússia
O público precisou correr quando o duelo esquentou. REPRODUÇÃO/VÍDEO/DAILY MAIL

Um duelo de elefantes apresentado em um circo russo terminou em caos completo. Diversos espectadores precisaram correr enquanto os animais brigavam entre si.

Tudo começou a sair dos eixos quando Jenny resolveu deu uma cabeçada em sua colega de palco, Magda, que revidou com um pisão.

 As duas acabaram por se aproximar perigosamente da área do público do circo de Kazan, na Rússia.

Segundo um empresário do circo, o ciúme pela atenção do treinador pode ter sido a causa da briga, mas o caso ainda está sob investigação interna.

Circo caríssimo

O incidente ocorreu no Kazan State Circus, um complexo de diversão que em nada lembra as armações de lona itinerantes famosas no Brasil.

Na Rússia, circos parecem óvnis. DIVULGAÇÃO/KAZAN STATE CIRCUS

Segundo a página da instituição, trata-se de um complexo de mais de R$ 76 milhões, com mais de 100 anos de história.

A apresentação, chamada O Show dos Elefantes e a Magia do Circo, é considerada uma das mais apreciadas da instituição.

“Ninguém ficou ferido, isso que é mais importante”, afirmou Ramil Sharifullin, ao site russo Realnoe Vremya.

No entanto, segundo o depoimento de um pai que estava no local, “houve muito pânico e correria”.

“Corremos para sair. O mesmo aconteceu com todos os outros, especialmente nas primeiras filas do público”, afirmou o pai, que não teve o nome divulgado, ao Realnoe Vremya.

Um porta-voz do circo afirmou que os animais estão bem e sem ferimentos. As duas elefantas indianas são apresentadoras experientes do Kazan, mas já estiveram envolvidas em uma briga há cinco anos.

Por Filipe Siqueira

Fonte: R7


Nota do Olhar Animal: É uma vergonha que circos ainda submetam animais a tortura e a situações de perigo como esta ocorrida na Rússia. O fim da exploração de animais em circos está avançando, mas lamentavelmente ainda fará muitas vítimas antes de ser extinta e os animais remanescentes sejam levados a santuários. Raramente, após tantos anos de maus-tratos, podem ser devolvidos ao seu habitat.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.