Cachorros abandonados na porta de abrigo em Goiânia Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Dupla admite ter deixado cães na porta de abrigo, mas diz que eles já estavam amarrados dentro de saco

Dois homens suspeitos de abandonar cachorros dentro de saco plástico na porta de um abrigo de animais, em Goiânia, foram indiciados pela Polícia Civil depois de prestar depoimento nesta terça-feira (29), em Goiânia. Segundo a PC, a dupla admitiu ter deixado cães na porta de abrigo, mas disse que os animais já estavam amarrados dentro de saco. Apesar da versão dos suspeitos, delegado diz que eles assumiram o risco.

VÍDEO: Polícia ouve homem suspeito de colocar cães em saco e abandonar em abrigo de Goiânia

Imagens de câmeras de segurança, gravadas no dia 20 de outubro, flagraram quando os animais foram deixados na porta do abrigo dentro de um saco plástico de ração, sem nenhum furo para eles respirarem. A gravação mostra quando dois homens que estavam em um carro branco descem do veículo e retiram o saco de dentro do porta-malas e deixam no local.

Após a intimação, os suspeitos compareceram na Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), acompanhados de advogado de defesa. Eles disseram à policia que estavam a caminho do aniversário de um dos filhos dos suspeitos quando encontraram os cachorros, já dentro do saco, em um lote baldio.

De acordo com o delegado Luziano de Carvalho, mesmo se os suspeitos estiverem encontrado os animais já dentro do saco, eles assumiram o risco dos animais morrerem.

“Nós chegamos a conclusão de que houve crime de maus tratos. Só por pegar o animal dentro de um saco fechado, amarrado, eles, no mínimo, assumiram o risco destes animais virem a morrer”, disse o delegado.

Ainda de acordo com Luziano, depois que a polícia teve acesso ao vídeo, no dia 21 de outubro, os policiais chegaram a autoria em questão de horas, no entanto, teve dificuldade para localizar e intimar os suspeitos. Após o depoimento, o delegado decidiu pelo indiciamento dos dois por maus tratos.

À TV Anhanguera, o advogado disse que a intenção dos homens não era praticar maus tratos, já que, segundo eles, eles tiraram os animais de um lote baldio para levar para a porta do abrigo. No entanto, o delegado acredita que se eles tivessem agido de “boa fé”, eles teriam que, pelo menos, ter chamado a pessoa responsável pelo abrigo, ao invés de apenas abandoná-los na porta do local.

“Como se deixa os animais ali? E se de repente não tem ninguém no abrigo? Iam ou não iam morrer? O abandono não é crime, mas pode ser e este é um dos casos que nos entendemos ser crime”, disse Luziano.

O delegado disse que a pena para o crime de maus tratos de animais é de até um ano de detenção, mais multa de até R$ 3 mil por indivíduo.

Por Danielle Oliveira, G1 GO

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.