Dupla é flagrada rebocando cavalo com Kombi e autuada por maus-tratos em Pilar do Sul, SP

Dupla é flagrada rebocando cavalo com Kombi e autuada por maus-tratos em Pilar do Sul, SP
Fotos: Divulgação / Polícia Civil

Dois homens foram flagrados por agentes da Polícia Civil rebocando um cavalo com uma perua VW Kombi e autuados por maus-tratos a animal no final da tarde desta segunda-feira (30) em Pilar do Sul.

De acordo com o boletim de ocorrência, a investigadora Carolina e os escrivães Sérgio e Eduardo já haviam encerrado o expediente e estavam saindo da Delegacia quando viram os homens passando com o cavalo amarrado à Kombi pela avenida José de Nóbrega, ao lado da Delegacia.

De acordo com os policiais, o cavalo estava muito debilitado, magro, com muito carrapato e com vários ferimentos, inclusive, alguns deles em carne viva, sangrando, mal se aguentando permanecer em pé.

Ainda de acordo com os policiais, um dos homens dirigia a Kombi enquanto o outro ia pé chicoteando o cavalo com um galho de árvore.

Mas, por causa de um ferimento na pata traseira esquerda, o cavalo mancava muito e não conseguia andar direito, mas era forçado a acompanhar o carro sendo, as vezes, arrastado pelo veículo.

Imediatamente os policiais abordaram os homens e interromperam aquele absurdo. Os homens, de 21 e 30 anos, foram conduzidos a Delegacia, autuados e responderão na Justiça por maus tratos a animais.

O rapaz de 21 anos disse que estava comprando o animal e o conduzindo a um piquete. O motorista da Kombi disse que apenas estava fazendo um favor para o outro, que é seu primo, e que vinham trazendo o cavalo de um sito na entrada da cidade.

O policiais concluíram que o cavalo foi rebocado por um trajeto de aproximadamente 2 quilômetros.

O Delegado Milton Andreoli determinou a apreensão do cavalo, que foi recolhido a um abrigo do setor de zoonoses da Vigilância Sanitária pelos agentes Maíra Martins e Rubinson.

De acordo com Maíra Martins, encarregada de controle de zoonoses, o cavalo será medicado e receberá todos os cuidados e acompanhamento veterinário e, após sua recuperação, será enviado para adoção.

Crueldade contra animais é crime e lei prevê até 1 ano de cadeia

Praticar ato de abuso e maus-tratos contra animais domésticos ou domesticados é crime tipificado no artigo 32 da Lei 9.605/98. A pena para esse tipo de crime varia de 3 meses a 1 ano de prisão, e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço se ocorre a morte do animal.

Fonte: Blog Sergio Santos 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.