Dupla é presa em flagrante transportando bodes sequestrados em automóvel de passeio no Piauí

Dupla é presa em flagrante transportando bodes sequestrados em automóvel de passeio no Piauí
Bodes furtados foram recuperados pela Polícia Militar de José de Freitas - Piauí — Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Dois homens foram presos suspeitos de sequestrar pelo menos sete bodes de fazendas na região do município de Lagoa Alegre, a 90 km de Teresina. Com eles foram apreendidos ainda diversas facas, uma espingarda e um revólver de fabricação caseira. Os animais foram recuperados pela Polícia Militar e restituídos ao tutor.

Os dois homens teriam furtado os animais durante a madrugada deste sábado (16) na zona rural de Lagoa Alegre, e prendido todos os bodes dentro de um automóvel de passeio. A polícia militar foi acionada pelos fazendeiros da região logo depois do crime.

Os policiais do município de José de Freitas, a 33 km de Lagoa Alegre, foram acionados e cruzaram com o automóvel quando se dirigiam à cidade vizinha pela PI-366. Após identificar o veículo, os policiais fizeram a volta na estrada e perseguiram os suspeitos até José de Freitas, onde foram presos.

Arma de fabricação caseira, facas e uma espingarda foram apreendidas com os suspeitos — Foto: Divulgação/ Polícia Militar
Arma de fabricação caseira, facas e uma espingarda foram apreendidas com os suspeitos — Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Dentro do veículo havia pelo menos cinco bodes adultos e dois filhotes. Os policiais apreenderam ainda diversas facas, uma espingarda e um revólver de fabricação caseira com os dois suspeitos. Os animais foram restituídos ao tutor.

Ainda segundo a PM, os dois suspeitos haviam sido presos há alguns meses cometendo o mesmo crime na região. Além desses casos, um dos suspeitos foi preso pelo menos outras duas vezes sequestrando bodes. Em um dos crimes, ocorrido em 2010, o suspeito teria utilizado o mesmo automóvel para tentar sequestrar cinco bodes.

Por Andrê Nascimento e Nayara Nadja, G1 PI

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.