É lei a proibição de zoológicos e circos com animais na província de La Rioja, Argentina

É lei a proibição de zoológicos e circos com animais na província de La Rioja, Argentina

Com pressão do partido Fuerza Cívica Riojana, a câmara dos deputados provinciais aprovou o projeto de lei que proíbe o funcionamento de zoológicos e circos com animais em toda a província.

Através de uma iniciativa da Fundação Igualdade Animal e a pedido do partido FCR, foi aprovado o projeto de lei que proíbe o funcionamento de zoológicos e circos com animais em toda a província. A deputada Inés Brizuela y Doria se referiu aos fatos e reconheceu que “o avanço desta lei é uma das pequenas satisfações, porque se trata de um tema que não possui coloração política nem ideologia. O maltrato animal, a superlotação, são temas que fazem que possamos nos colocar de acordo e avançar”.

Brizuela y Doria continuou destacando o compromisso de todos os partidos e da militância ativa da Fundação  Igualdade Animal: “Eles, sim medir esforços, sem perda de tempo e de seus recursos, colocaram toda a sua paixão e empenho. Tem sido incansáveis para que cada um de nós tome consciência e possamos dar este passo tão importante na província”. Assim mesmo manifestou: “Hoje vamos sancionar uma lei modelo para outras províncias e vamos poder terminar com esta sorte de campos de concentração para avançar a um mundo melhor e igualitário no qual entendamos que os animais não são possessões, senão parte da natureza”.

Após aprovar a norma, fez uso da palavra Abel ledezma, integrante da Fundação Igualdade Animal, que comentou que começaram a trabalhar no projeto faz quatro anos, por ele agradeceu a decisão de todos os deputados. Além do que explicou que a lei será um instrumento para que os organismos governamentais, como a Secretaria de Meio Ambiente da província, possam trabalhar de maneira efetiva na proteção animal.

Tradução de Nelson Paim

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.