Égua morre vítima de maus-tratos em Petrópolis, RJ

No último domingo, uma égua foi achada morta em um terreno na rua José Lima Filho, próximo ao nº 501, no bairro Moinho Preto. Os moradores denunciaram o problema e dizem que não é a primeira vez que acontece. O tutor dos animais, que estariam sofrendo maus-tratos, foi identificado. O animal foi retirado do terreno por volta das 11h30 da manhã de ontem.

O Curral de Apreensões foi informado sobre a situação na tarde de ontem, mas, de acordo com a moradora Adriana Almeida, a resposta do atendimento foi que uma equipe estaria fazendo outro trabalho. É importante esclarecer que o Curral de Apreensões faz parte da política pública do município de cuidado com os animais e a retirada de bichos mortos cabe à Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep).

Adriana, que mora próximo ao local, contou que a égua já estava no pasto há dois meses, porém solta. Segundo ela, esse foi o segundo equino encontrado morto e quando foi achado estava aparentemente sem água ou comida. No domingo, o suposto tutor foi visto no morro com mais um cavalo e os moradores acreditam que neste dia ele teria deixado a égua presa, pois o equino estava com uma corda no pescoço.

“Outro cavalo dele está com a pata machucada, mas nenhum órgão toma providências e a situação continua impune”, afirma. Os moradores do bairro o denunciaram por maus-tratos ontem. A Prefeitura Municipal de Petrópolis informou que a retirada do animal foi realizada pela Comdep. Sobre a denúncia contra o suspeito de abandono e maus-tratos, a situação será apurada.

Fonte: Tribuna de Petrópolis

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.