‘Ele tentou nos salvar’, diz tutora do cão que morreu em ventania no AP

‘Ele tentou nos salvar’, diz tutora do cão que morreu em ventania no AP

Cachorro ‘Totó’ levou uma descarga elétrica ao morder fio de alta tensão. Animal morava em uma das casas atingidas pelo fenômeno, em Macapá.

Por Cassio Albuquerque

AP macapa 757894057novo-2

Um cão vira-lata chamado ‘Totó’, de aproximadamente um ano e meio, morreu na quarta-feira (16) após morder um cabo de alta tensão que se desprendeu do poste durante a ventania que atingiu a Zona Sul de Macapá, e destelhou 40 casas nos bairros Laurindo Banha e Muca, além de deixar uma família desalojada.

A tutora do animal, Alda Souza, de 59 anos, contou que estava lavando roupa na área de serviço da residência quando ouviu os latidos do cão no início da ventania, mas não sabia que ele estava do lado de fora da casa no momento em que ocorria o fenômeno. 

AP macapa img 1465“Estava lavando roupa quando parte das telhas da área caíram em cima de mim. Fiquei desesperada e pedi ajuda para as minha filhas, para me socorrerem. Quando sentimos falta dele [cão], fomos para a frente de casa, mas ele já estava morto. Depois que fui entender que os latidos eram para alertar as minhas netas que sempre brincam na frente de casa nesse horário da tarde. Ele tentou nos salvar”, disse a mulher, que sofreu lesões leves e chorou ao lembrar do episódio.

“Totó” era um cachorro de rua que havia sido adotado há um ano pela família Souza. A tutora do animal diz que ele era adorado pelos vizinhos e crianças. “É uma vida que se vai. Eu tenho um filho especial que gostava muito dele. Ele parece que se despediu da gente”, lamentou.

A ventania que atingiu a Zona Sul de Macapá na tarde desta quarta-feira (16) destelhou 40 casas e desalojou uma família, segundo informações da Defesa Civil Municipal. O local atingido compreende o bairro Laurindo Banho, a área de periferia do bairro Muca e vias do bairro Congós.

AP macapa img 1478

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.