Elefanta bebê faz terapia para voltar a andar após perder pata em armadilha

Elefanta bebê faz terapia para voltar a andar após perder pata em armadilha
Hidroterapia fortalecerá músculos do animal para que ele possa voltar a andar (Fotos: Roberto Schmidt / AFP)

Uma elefanta bebê que perdeu a pata em uma armadilha na Tailândia está reaprendendo a andar. Para ajudar o animal, que tem somente seis meses de vida, os veterinários de uma clínica na província de Chonburi, próximo de Bangkok, estão submetendo o filhote a sessões de hidroterapia.

“Clear sky”, como é chamada pelos veterinários, é a primeira elefanta a passar por hidroterapia na clínica. A intenção é fortalecer os músculos do animal para que ele consiga andar novamente em terra.

Céu claro é a primeira elefanta a fazer hidroterapia na clínica de animais da Tailândia
Céu claro é a primeira elefanta a fazer hidroterapia na clínica de animais da Tailândia

— Essa é a segunda vez que ela faz hidroterapia, então ainda fica um pouco nervosa e com medo da água — afirmou o veterinário Padet Siridumrong.

Os veterinários afirmam que a tendência é que nas próximas sessões ela comece a se divertir com a fisioterapia, já que os elefantes costumam gostar de água.

Elefanta de seis meses foi encontrada machucada e sem a mãe
Elefanta de seis meses foi encontrada machucada e sem a mãe

Quando foi encontrada, Clear Sky estava sozinha e com a pata machucada. Como ainda era um bêbê, além da cirurgia no pé, precisava urgente de leite. Os veterinários apostam agora que, com o tratamento, a pequena elefanta não precisará de uma perna artificial.

Na Tailândia, os elefantes são um símbolo nacional. Estima-se que haja cerca de 4 mil animais domesticados no país. Grande parte deles serve ao turismo local, que, segundo ativistas, explora os animais.

Fonte: O Globo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.